504kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Um montanhista foi encontrado após 47 dias perdido nos Himalaias

Este artigo tem mais de 5 anos

Dois montanhistas taiwaneses foram encontrados ao fim de 47 dias perdidos nos Himalaias. Mas apenas um sobreviveu às extremas condições das montanhas nepalesas.

A namorada de Liang Sheng-yueh não resistiu às extremas condições dos Himalaias e morreu três dias antes da equipa de salvamentos os encontrar
i

A namorada de Liang Sheng-yueh não resistiu às extremas condições dos Himalaias e morreu três dias antes da equipa de salvamentos os encontrar

AFP/Getty Images

A namorada de Liang Sheng-yueh não resistiu às extremas condições dos Himalaias e morreu três dias antes da equipa de salvamentos os encontrar

AFP/Getty Images

Um casal de taiwaneses que estava dado como desaparecido há sete semanas nos Himalaias foi finalmente encontrado. Mas apenas ele sobreviveu. A jovem, de 19 anos, morreu apenas três dias antes das equipas de busca e salvamento os terem localizado perto de Tipling (ver no mapa), na região centro do Nepal. O namorado, Liang Shen-yueh sobreviveu mais três dias sem mantimentos e foi encontrado com vida.

O jovem foi transportado de helicóptero até ao hospital de Kathmandu, a capital do Nepal, onde se encontra em observação. Foi resgatado, juntamente com o cadáver da namorada, de um vale a mais de 2,600 metros de altitude.

Um dos operacionais envolvidos no resgate, Madhav Basnyat, explicou que o casal seguiu o rumo de um rio na esperança de encontrar uma povoação, mas que acabou por ficar encurralado naquela zona por mais de um mês.

Ele estava a dormir quando o encontrámos. Acordou depois de nos ouvir. Ficámos muito surpreendidos por o termos encontrado vivo. Ele explicou-nos que a rapariga tinha morrido três dias antes.”

Os médicos responsáveis por Liang admitem que o jovem perdeu cerca de 30 quilogramas e que larvas tinham infetado a sua perna direita. A primavera é época alta no Nepal para a prática de escalada e montanhismo com mais de cem mil pessoas por ano a visitarem o país do Evereste.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.