O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou, esta terça-feira, que os senhorios poderão atualizar as rendas em 1,12% no próximo ano. Foi essa a variação dos últimos 12 meses do Índice de Preços do Consumidor (IPC), sem habitação, em agosto.

Este valor corresponde a mais do dobro dos 0,54% registados em agosto de 2016, que serviram de base para a atualização deste ano, e é o mais alto dos últimos quatro anos.

O valor da atualização terá de ser ainda publicada em Diário da República e as rendas deverão ser aumentadas no próximo ano, sendo que o momento em que isso acontece normalmente é acordado entre o senhorio e o arrendatário.

De acordo com o Jornal de Negócios, deverão sentir este aumento cerca de 600 mil família, embora não seja possível ainda ter certeza quanto ao impacto.