Rádio Observador

Segurança

eCall: sabe o que é? Vai ser obrigatório

1.189

Falta menos de um ano para a entrada em vigor da obrigatoriedade, pelo que o melhor é estar informado: todos os veículos ligeiros novos terão de possuir sistema de chamada automática de emergência.

Autor
  • Francisco António

Também conhecido como eCall e hoje em dia já disponibilizado por vários fabricantes automóveis, o sistema de chamada automática, em caso de acidente, para os serviços de emergência, vai passar a ser obrigatório em todos os veículos ligeiros de passageiros e comerciais novos, na Europa, já a partir de 31 de março de 2018.

Aprovado pelo Parlamento Europeu em 2015, o Regulamento 2015/758, que torna obrigatória a disponibilização deste serviço de emergência resulta de uma vontade política, com base em estudos segundo os quais este tipo de tecnologia pode contribuir para reduzir em cerca de 10% as mortes na estrada.

Partindo do princípio de que, em caso de acidente rodoviário grave, todos os minutos contam no socorro às vítimas – existindo mesmo o conceito de “hora de ouro”, ou seja, os 60 minutos posteriores à colisão ou despiste, durante os quais há maior probabilidade de salvar vidas –, esta tecnologia permite reduzir significativamente o tempo que vai desde o momento do sinistro até à chegada dos meios de socorro.

Quanto ao sistema propriamente dito, que tem por função avisar automaticamente os serviços de emergência de um acidente grave, visa facilitar a localização do veículo, fornecendo igualmente informações básicas como o tipo de viatura, o combustível utilizado, a hora do acidente e o número de passageiros. Sendo que, por uma questão de protecção de dados, em momento algum ou de forma alguma, estas informações poderão ser passadas a terceiros, sem o consentimento explícito dos intervenientes.

Também com o propósito de salvaguardar os dados dos passageiros, o regulamento já publicado no “Diário Oficial” da União Europeia determina que “o fabricante [do automóvel] garantirá que os dados registados na memória interna do sistema ou unidade técnica independente serão apagados de forma automática e continuada, assim como que nenhuma entidade exterior ao sistema ou à unidade técnica independente integrada no veículo possa vir a ter acesso aos referidos dados, em qualquer período anterior à activação da eCall”.

No futuro, também para camiões

Entretanto, os Estados-membros também já deverão ter implementada (o prazo limite era 1 de Outubro) toda a infra-estrutura necessária para um correcto funcionamento do sistema, sendo que o objectivo da União Europeia passa, inclusivamente, por estender o eCall a outros veículos, como os autocarros ou os camiões.

A aplicação desta tecnologia neste tipo de viaturas deverá começar dentro de um período máximo de três anos, após a entrada em vigor da mesma, nas viaturas ligeiras.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)