Hyundai

Hyundai testa veículos autónomos… a hidrogénio

Numa altura em que a grande maioria dos construtores aposta na condução autónoma, a Hyundai quis ir mais longe e criou carros autónomos, mas a célula de combustível. Os testes já começaram.

Autor
  • Francisco António

Confiante de que a condução autónoma é o futuro, a Hyundai decidiu ir um pouco mais longe: enquanto a grande maioria dos construtores tem vindo a apostar nesta tecnologia, conjugada com a propulsão eléctrica, o construtor sul-coreano iniciou já testes, em ambiente real, com protótipos autónomos de Nível 4, também eléctricos mas impulsionados a pilha de hidrogénio.

O modelo escolhido para levar a cabo estes novos testes de condução autónoma foi nada mais, nada menos que o Hyundai Nexo, uma espécie de SUV que a marca já comercializa globalmente, que foi concebido de base para utilizar pilha de hidrogénio.

Quanto à tecnologia de condução autónoma aplicada nestes veículos de desenvolvimento, garante uma autonomia de Nível 4, ou seja, permite delegar no veículo praticamente todas as competências de condução, desde que em condições particulares (auto-estradas, por exemplo) e exigindo sempre a presença e a atenção de um humano, sentado no lugar do condutor.

A par da tecnologia de condução autónoma, os veículos contam ainda com ligação 5G à Internet, pagamento automático das portagens, além das já esperadas (e em grande número) câmaras, radares e sensores.

Os testes têm vindo a decorrer, nos últimos dias, entre Seul, a capital da Coreia do Sul, e Pyeongchang (não confundir com Pyongyang, capital da vizinha Coreia do Norte), num total de 190 km. Com os carros a cumprirem a maior parte do trajecto em auto-estrada, a velocidades até 110 km/h, o máximo permitido no país.

Segundo o fabricante, o objectivo é garantir que a tecnologia final possa ser comercializada e utilizada em cidades cujas auto-estradas estejam preparadas para a sua utilização, até 2021. Quanto ao primeiro automóvel 100% autónomo, ou seja, com Nível 5 de autonomia, a Hyundai espera poder comercializá-lo apenas em 2030.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)