Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A neve fresca é uma maldição para os automóveis convencionais, especialmente para os mais desportivos. A aderência é mínima e a tracção nula, pelo que só os jipes mais radicais ou os veículos com largartas se aventuram numa pista de esqui. Até agora, pois para provar que aprendeu muito após 30 anos a fabricar o 911 com tracção às quatro rodas, a Porsche decidiu realizar o que poucos julgavam ser viável: percorrer uma pista de ski alpino, mas a subir.

Em 1988, a marca alemã do Grupo Volkswagen concebeu o seu primeiro desportivo com tracção 4×4. À época, o 911 Carrera 4 era uma máquina infernal, bastante mais eficaz e fácil de dominar do que a versão “normal”, apenas com tracção traseira. Para comemorar devidamente este aniversário, a Porsche deslocou-se ao Glenshee Ski Center, a maior estância de esqui escocesa, para ver até que ponto o novo 911 Turbo S conseguia subir o que os restantes visitantes descem, a esquiar.

O 911 Turbo S extrai 580 cv de um motor boxer, com 3,8 litros sobrealimentado e está equipado com o Porsche Traction Management System (PTM), que através de uma embraiagem electromagnética divide a potência pelos dois eixos, maximizando a aderência. E os ajustes sucedem-se a intervalos de apenas 100 milissegundos.

Mais à vontade em estrada ou pista, esteja o asfalto seco ou molhado, o Turbo S devidamente equipado com pneus específicos para a árdua tarefa, lá consegue deslocar-se pista acima, com atravessadelas constantes, como aliás não podia deixar de ser. Mas o melhor é ver o vídeo:

[jwplatform Ltg3zLPM]

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR