437kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Os dois falhanços de Gelson e a eficácia do Desp. Aves: os lances da final da Taça de Portugal

Este artigo tem mais de 4 anos

Quim roubou dois golos a Gelson e Alexandre Guedes não desperdiçou as duas oportunidades que teve. Montero ainda reduziu mas não foi suficiente. Veja os lances mais importantes da final da Taça.

Alexandre Guedes mergulhou para o primeiro golo do Desp. Aves
i

Alexandre Guedes mergulhou para o primeiro golo do Desp. Aves

Filipe Amorim / Global Imagens

Alexandre Guedes mergulhou para o primeiro golo do Desp. Aves

Filipe Amorim / Global Imagens

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A final da Taça de Portugal até começou com um Sporting mais intenso e um Desp. Aves na expectativa. A partir dos cinco minutos do jogo, ainda que os verde e brancos continuassem a ter mais iniciativa e vontade de chegar à área do veterano Quim, os avenses apostaram no contra-ataque e causaram muitas dores de cabeça a Mathieu, Coates e companhia.

Gelson poderia ter colocado os leões na frente do marcador por duas vezes, aos dez e aos 14 minutos, mas foi Alexandre Guedes – avançado formado no Sporting – que acabou por desfazer o empate a zero.

Já na segunda parte, Bas Dost rematou por cima da baliza do Aves e um livre direto de Mathieu deixou as luvas de Quim bem quentinhas. Mas, mais uma vez, foi Alexandre Guedes a aproveitar. O avançado de 24 anos voltou a marcar e fez com que muitos adeptos vestidos de verde e branco abandonassem o Estádio Nacional. Fredy Montero ainda reduziu mas não foi suficiente para a remontada leonina.

Veja os lances mais importantes da final da Taça de Portugal que o Desp. Aves venceu por 2-1.

Aos dez minutos, a bola é lançada para a ala esquerda do ataque do Sporting. Marcos Acuña domina, coloca de imediato na área avense e a bola encontra Gelson Martins. O avançado português, que vai estar no Mundial da Rússia, antecipa-se à defesa do Desp. Aves mas é Quim, antigo guarda-redes do Benfica e da Seleção Nacional, que impede o que seria o primeiro golo da partida.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Quatro minutos depois, aos 14′, um toque de classe de Bruno Fernandes deixa Sebastián Coates com espaço na ala direita do ataque leonino. O central encarnou por uns segundos o espírito de Diego Armando Maradona, e amorteceu de primeira e de calcanhar para Gelson. O número 77 do Sporting volta a ficar na cara do guarda-redes do Desp. Aves e, mais uma vez, Quim foi mais forte.

É a velha máxima: “Quem não marca sofre”. E depois das duas oportunidades falhadas por Gelson Martins, Alexandre Guedes aproveitou. Uma bonita jogada de contra ataque da equipa da Vila das Aves: Braga recebe, conduz, deixa em Petrolina, que faz o cruzamento que encontra o cabeceamento num mergulho de peixe de Alexandre Guedes ao segundo poste.

Já na segunda parte, Montero cruzou uma vez, cruzou outra vez, e acabou por encontrar Bas Dost. O avançado holandês rematou de primeira, de pé esquerdo, por cima da baliza de Quim.

Uma falta sobre Montero deu livre direto a descair para o canto esquerdo da área do Desp. Aves. Mathieu atirou em força e Quim decidiu não arriscar agarrar a bola: empurrou por cima da trave.

Gelson perde a bola no meio campo defensivo do Aves e esta é rapidamente bombeada para a frente. Encontra Alexandre Guedes – outra vez Alexandre Guedes – que conduz, ultrapassa Coates e atira para dentro da baliza de Rui Patrício.

O golo de honra dos leões. Bola pontapeada para a frente e o central Coates cabeceia sem critério para dentro da grande área. Encontra Montero, que domina com o peito e consegue o golo com um pontapé meio bicicleta meio moinho desajeitado.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.