O IAVE já disponibilizou os critérios de correção do exame de Geografia do 11.º ano, que se realizou esta quinta-feira de manhã nas escolas de ensino secundário. Veja aqui em baixo as provas.

Ao todo, existiram duas versões do exame nacional de Geografia.

Consulte aqui o enunciado da versão 1 do exame de Geografia.

Consulte aqui o enunciado da versão 2 do exame de Geografia.

E aqui estão os critérios de correção dos exames. Se preferir, veja aqui em baixo as respostas divulgadas pelo IAVE.

1.1. a 1.4. — (4 × 6 pontos) — 24 pontos
Itens: 1.1. — 1.2. — 1.3. — 1.4.
Versão 1: A — D — D — C
Versão 2: C — B — A — A

2.1. — 6 pontos
I e V.

2.2. a 4.3. — (6 × 6 pontos) — 36 pontos
Itens: 2.2.— 2.3. — 3. — 4.1. — 4.2. — 4.3.
Versão 1: C — B — A — B — A — B
Versão 2: B — D — C — B — C — B

5. — 8 pontos

Tópicos de resposta:

•  regularizar o caudal dos cursos de água, a jusante;
•  minimizar os efeitos das cheias e das inundações;
•  permitir a rega dos campos em períodos secos;
•  assegurar o caudal ecológico;
•  abastecer regularmente a rede pública.

Refere duas funções das barragens — 8 pontos
Refere apenas uma função das barragens — 4 pontos

6. — 6 pontos
Tomate; melão

7. — 12 pontos

Tópicos de resposta:

– Estratégia A – o desenvolvimento da fileira associada à extração dos minerais metálicos:
•  aposta na indústria extrativa, associada aos recursos endógenos, para exportar
matéria‑prima, como o volfrâmio ou o cobre, e para aumentar o emprego na região;
•  desenvolvimento da indústria transformadora dependente da indústria extrativa, para fomentar a comercialização e dinamizar a economia da região;
•  exploração dos recursos minerais, para fixar a mão de obra especializada, de modo a dinamizar o tecido empresarial na região;
•  criação de núcleos museológicos associados aos minerais metálicos, de modo a valorizar a memória histórica da atividade mineira e, assim, a potenciar o desenvolvimento sociocultural da região;
•  investimento na formação profissional especializada, para aumentar a empregabilidade da população e a produtividade das empresas na região.

– Estratégia B – o desenvolvimento da fileira associada à extração das rochas ornamentais:
•  desenvolvimento da indústria extrativa de recursos, como o mármore, o granito ou o xisto, para a construção civil, de modo a valorizar os recursos endógenos da região;
•  fixação de empresas transformadoras de rocha extraída, para aplicação na decoração de paredes, portas, janelas e mobiliário, de modo a diversificar o tecido empresarial;
•  fixação de empresas associadas à indústria extrativa e transformadora, para aumentar o emprego e o equilíbrio da balança comercial;
•  exploração de rochas ornamentais, para incrementar o comércio e os serviços, de modo a gerar riqueza na região;
•  dinamização de oficinas de escultura, com a utilização das rochas, para fomentar as
artes, de modo a elevar o nível sociocultural da região;
•  apoio das universidades/escolas profissionais na formação profissional especializada, de modo a melhorar a empregabilidade da população e a produtividade.

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando de forma adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Utiliza uma linguagem científica adequada — 8 pontos

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando de forma adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando, uma de forma adequada e outra de forma menos adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Utiliza uma linguagem científica adequada.
6 pontos

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando uma de forma adequada e outra de forma menos adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando de forma menos adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Utiliza uma linguagem científica adequada.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 1 medida, explicando de forma adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Utiliza uma linguagem científica adequada.
4 pontos

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando, de forma menos adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 1 medida, explicando, de forma adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 1 medida, explicando, de forma menos adequada, o seu contributo para o desenvolvimento da região. Utiliza uma linguagem científica adequada.
2 pontos

O discurso é globalmente claro, podendo apresentar falhas que não comprometem a sua clareza. 4 pontos

O discurso apresenta falhas que comprometem parcialmente a sua clareza. 2 pontos

Nota: Caso o aluno responda às duas estratégias, só é considerada para efeitos de classificação a primeira estratégia apresentada.

8.1. — 6 pontos
Trás-os-Montes; Ribatejo e Oeste.

8.2. a 8.3. — (2 × 6 pontos) — 12 pontos

Itens: 8.2. — 8.3.
Versão 1: C — A
Versão 2: A — D

8.4.— 8 pontos

Tópicos de resposta:

•  erosão dos solos/perda de solo;
•  redução da qualidade da água;
•  perda de biodiversidade;
•  diminuição da qualidade do ar;
•  desflorestação;
•  perigo de enxurradas;
•  degradação da paisagem natural.

Refere dois impactes naturais associados aos incêndios florestais. — 8 pontos
Refere apenas um impacte natural associado aos incêndios florestais. — 4 pontos

9. a 11.1. — (3 × 6 pontos) — 18 pontos
Itens: 9. — 10. — 11.1.
Versão 1: C — A — C
Versão 2: D — C — D

11.2. — 8 pontos

Tópicos de resposta:

•  utilização de painéis fotovoltaicos no sistema de rega;
•  utilização de painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica;
•  utilização de estufas para aumentar a produção;
•  adequação das espécies agrícolas à intensidade e ao número de horas de radiação solar.

Refere duas formas de aproveitamento da radiação solar. — 8 pontos
Refere apenas uma forma de aproveitamento da radiação solar. — 4 pontos

12.1. a 12.2. — (2 × 6 pontos) — 12 pontos
Itens: 12.1. —12.2.
Versão 1: B — D
Versão 2: D — B

12.3. — 8 pontos

Tópicos de resposta:

•  facilidade de divulgação da informação relativa à ocupação dos alojamentos para o turismo;
•  divulgação promocional dos alojamentos para o turismo;
•  reajustamento do preço à procura;
•  diversificação de oferta de alojamento para fins turísticos.

Apresenta duas razões que justificam a relevância das plataformas digitais. — 8 pontos
Apresenta apenas uma razão que justifica a relevância das plataformas digitais. — 4
Pontos

13. — (1 × 6 pontos) — 6 pontos
Item: 13.
Versão 1: B
Versão 2: A

14. — 12 pontos

Tópicos de resposta:

– Estratégia A – promover a reabilitação urbana destinada à habitação permanente:
•  atribuição de subsídios às famílias mais carenciadas, de modo a poderem suportar as subidas das rendas nas habitações reabilitadas;
•  aplicação de um projeto de rendas acessíveis aos jovens e à população mais
carenciada, para fixar população e humanizar a cidade;
•  apoio aos proprietários na reabilitação dos edifícios, para melhorar o conforto das
habitações e tornar o espaço urbano mais atrativo;
•  criação de equipamentos e de serviços no espaço público dos bairros reabilitados, de modo a promover a qualidade de vida;
•  investimento na aquisição de mobiliário urbano, para melhorar a qualidade do espaço público e promover a inclusão social nos bairros reabilitados.

– Estratégia B – fomentar a mobilidade sustentável:
•  atribuição de benefícios fiscais na aquisição e na utilização de carros elétricos e
híbridos, de modo a melhorar a qualidade do ar;
•  criação de ciclovias/vias cicláveis e pedonais, para incentivar a mobilidade sustentável e, desse modo, promover a saúde;
•  criação de postos de abastecimento elétrico, para dar resposta às necessidades dos
veículos elétricos e para aumentar a eficiência energética;
•  criação de passes sociais multimodais a preços acessíveis, para incentivar a utilização generalizada dos transportes coletivos;
•  criação de um serviço de partilha automóvel (carsharing), de modo a reduzir o
congestionamento do tráfego;
•  implementação de programas, com vista ao aumento da mobilidade e da acessibilidade, de modo a tornar a cidade mais inclusiva.

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando de forma adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior qualidade de vida. Utiliza uma linguagem científica adequada. — 8 pontos

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando, de forma adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior qualidade de vida. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando, uma de forma adequada e outra de forma menos adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior qualidade de vida. Utiliza uma linguagem científica adequada.
6 pontos

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando uma de forma
adequada e outra de forma menos adequada, o seu contributo para tornar a
cidade num espaço com maior qualidade de vida. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando de forma
menos adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior
qualidade de vida. Utiliza uma linguagem científica adequada.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 1 medida, explicando de forma
adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior
qualidade de vida. Utiliza uma linguagem científica adequada.
4 pontos

Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 2 medidas, explicando, de forma
menos adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior
qualidade de vida. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 1 medida, explicando, de forma
menos adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior
qualidade de vida. Apresenta falhas na linguagem científica.
OU
Seleciona a estratégia, A ou B, e apresenta 1 medida, explicando, de forma
menos adequada, o seu contributo para tornar a cidade num espaço com maior
qualidade de vida. Utiliza uma linguagem científica adequada.
2 pontos

O discurso é globalmente claro, podendo apresentar falhas que não comprometem a sua clareza. — 4 pontos

O discurso apresenta falhas que comprometem parcialmente a sua clareza. — 2 pontos

Nota – Caso o aluno responda às duas estratégias, só é considerada para efeitos de classificação a primeira estratégia apresentada.

15.1. — 6 pontos
M – Laguna/lagoa de origem marinha/lagoa costeira;
H – Arriba/falésia.

15.2. a 16. — (2 × 6 pontos) — 12 pontos
Itens: 15.2. — 16.
Versão 1: A — D
Versão 2: A — C