Numa reunião que ocorreu esta sexta-feira em Alvalade com dezenas de funcionários, na véspera da assembleia geral onde pode ser decidida a sua destituição, Bruno de Carvalho terá mantido uma “conversa de despedida” e sem “ameaças”, revela um dos colaboradores, membro da equipa de comunicação do clube. José Ribeiro, que participou no encontro, conta que Bruno de Carvalho terá mesmo dito aos funcionários que, se ele sair, “quem entrar não será nenhum bicho papão” e “para as pessoas continuarem a fazer o melhor pelo Sporting.”

A convocatória para esta reunião foi feita esta semana. Considerando estar em plenas funções, e ignorando a ordem de suspensão, Bruno de Carvalho marcou uma reunião com todos os funcionários do Sporting — incluindo diretores, jogadores e capitães das numerosas equipas do clube — através de uma mensagem.

Enviada por “uma funcionária das Relações Institucionais do clube” a pedido do presidente suspenso do Sporting, a mensagem dizia: “Incumbe-me o presidente do Sporting Clube de Portugal, dr. Bruno de Carvalho, de convocar todos os diretores, funcionários e capitães de equipas para uma reunião a ter lugar no Auditório Artur Agostinho, na próxima sexta-feira, 22 de junho, com início às 10h00. Agradecemos que transmitam a mensagem deste email a todos os colegas que não têm email para que todos possam estar presentes”, lê-se.

Bruno de Carvalho convoca funcionários, diretores e jogadores antes da AG

Os funcionários do Sporting, recorde-se, têm de ser sócios do Sporting Clube de Portugal pelo que poderão votar na assembleia convocada por Jaime Marta Soares.

(em atualização)