Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Portugal solicitou à Comissão Europeia um pedido de mapeamento territorial, através do sistema de emergência de navegação por satélite europeu Copernicus, para ajudar ao combate do incêndio que deflagra em Monchique desde a passada sexta-feira. Tanto as imagens recolhidas pelo mecanismo da União Europeia como as captadas pela NASA mostram o lastro de destruição que está a atacar o sul do país.

De acordo com as imagens recolhidas pelo sistema Copernicus, a área ardida ronda já os 20 mil hectares. Este é considerado um megaincêndio, uma vez que a sua dimensão já ultrapassou os 10 mil hectares. Ainda assim, está, para já, muito longe do grande incêndio que deflagrou em 2003 em Monchique, que queimou 41 mil hectares e reduziu a cinzas 78% do concelho.

Recorde-se que o sistema de navegação por satélite Copernicus é um programa europeu para a observação da Terra, numa parceria entre Bruxelas, a Agência Espacial Europeia e os vários Estados-membros. O principal objetivo é a disponibilização de dados que permitam o acesso a dados e informação rigorosos e fiáveis sobre o ambiente, proteção civil e segurança do cidadão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR