O Governo do Bangladeche decidiu dar uma lição ao resto do mundo, sobre a melhor forma de lidar com os condutores prevaricadores nos acidentes rodoviários que provocam vítimas, garantindo que nunca mais um condutor que provoque um acidente com vítimas vai conseguir dar origem a segundo. Isto porque estará… morto!

A nova lei, que ainda está em fase de projecto mas que conta à partida com inúmeros apoiantes, surgiu após mais um acidente em Daca, a capital, onde um autocarro em excesso de velocidade atropelou mortalmente dois jovens.

Segundo o ministro da Justiça Anisul Hu, “é altura de avançar com a pena capital quando uma morte é motivada por um acidente provocado deliberadamente”. O que, convenhamos, até pode fazer algum sentido para alguns. Após o triste caso, manifestações muito violentas da população tiveram lugar um pouco por todo o lado, com milhares de jovens a queimar oito autocarros, entre outros distúrbios.

No país, 12,6% das mortes são provocadas por acidentes de trânsito, sendo que 53,7% são atropelamentos de peões. Não sabemos se a nova lei vai resolver o excesso de mortes nos acidentes de trânsito, mas parece certo que condutor que provoque a morte de alguém nunca mais reincide.