Dívida Pública

Dívida pública volta a recordes, acima de 251 mil milhões de euros, antes do reembolso ao FMI

5.906

Dados do Banco de Portugal indicam que, por força das emissões recentes de dívida, o valor total voltou a aumentar. Mesmo a dívida líquida de depósitos aumentou (para 224,5 mil milhões)

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

A dívida pública bruta voltou a fixar novo recorde em outubro, em 251,1 mil milhões de euros, indicou o Banco de Portugal esta segunda-feira. É um aumento de 2,1 mil milhões relativamente ao valor que existia no final de setembro, algo que o Banco de Portugal justifica parcialmente com a emissão de novos títulos de dívida (1,9 mil milhões). Ainda assim, mesmo a dívida líquida de depósitos subiu em 800 milhões em relação ao mês anterior, para um total de 224,5 mil milhões de euros.

Fonte: Banco de Portugal

Trata-se de um novo máximo histórico para a dívida total do Estado português, em termos nominais, que deverá inverter-se quando o Tesouro reembolsar antecipadamente o que resta do empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI), que comporta, neste momento, os juros mais caros para o Estado (incluindo mais caros do que no mercado de dívida).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)