Rádio Observador

Caso Lava Jato

‘Lava Jato’ faz cinco anos em momento decisivo do processo

A famosa operação começou em 2014 e tornou-se a maior investigação de corrupção do Brasil. No seu aniversário chega a um momento decisivo que pode mudar o rumo das decisões, algumas até já passadas.

Imagem de um dos muitos protestos ocorridos junto do Congresso durante o processo. Este foi em dezembro de 2016.

EVARISTO SA/AFP/Getty Images

Estávamos a 17 de março de 2014 quando o Brasil parou para aquele que foi o maior escândalo de corrupção e de lavagem de dinheiro da história do país e um dos mais complexos a nível mundial. Começava aí a operação “Lava Jato”, que envolveu desvios superiores a mil milhões de reais (231 milhões de euros) durante cerca de dez anos. Agora, passados cinco, a operação chega a uma etapa decisiva. Quem o diz é o Ministério Público Federal (MPF), através da sua filial do estado do Paraná.

Em comunicado, o organismo menciona o perigo de o Supremo Tribunal Federal (STF) poder decidir esta semana que crimes de corrupção e lavagem de dinheiro sejam investigados pela Justiça Eleitoral em vez de pela Justiça Federal. O caso será apreciado nesta quarta-feira, 13 de março, e “pode ter impacto direto em investigações como a Lava Jato, que avançaram significativamente no combate à impunidade que atinge o Brasil há anos”, de acordo com o comunicado.

Ora, segundo o Ministério Público Federal do Paraná, o perigo de a Justiça Eleitoral julgar casos destes está relacionado com o facto de este tipo de tribunais “aplicar penas mais brandas do que na esfera criminal”, havendo um cenário de “grande possibilidade de prescrição dos crimes, e consequente impunidade”, caso esta passagem de poderes seja aprovada.

O MPF atribui tanta gravidade ao caso que o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da equipa de investigação do caso Lava Jato, destaca que uma aprovação desta alteração seria “realmente um prémio para todos os envolvidos”.

A operação Lava Jato é considerada a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro do Brasil. Os suspeitos são empresários e políticos, sendo um deles, já condenado, o ex-presidente brasileiro Lula da Silva. Em cinco anos de operação foram enviados, só no Paraná e de acordo com o comunicado, “1.196 mandados de busca e apreensão ou 310 mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal contra 267 pessoas”, algumas delas ainda foragidas.

As estatísticas de um processo que mudou o Brasil e que já dura há cinco anos

O comunicado menciona também 91 acusações criminais contra 426 pessoas, sendo que, em 50 processos já houve 242 condenações contra 155 pessoas. Até o momento a soma das penas atinge 2.242 anos e 5 dias, numa altura em que a operação está prestes a fazer cinco anos.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)