Se é cliente do BPI e recebeu um e-mail ou um SMS do seu banco a pedir que atualizasse os seus tenha cuidado: pode estar a ser alvo de phishing, uma prática informática comum cujo principal objetivo é apoderar-se dos dados pessoais dos utilizadores que são erradamente encaminhados para as páginas onde a extorsão de informação acontece.

Desta vez o alvo foram clientes do BPI. Foi-lhes pedido que abrissem um link onde deveriam atualizar os seus dados bancários. A página recria o site oficial do banco, mas não passa de uma farsa. Os clientes são incitados a fornecer as informações atuais das contas e dos cartões, incluindo os números do cartão matriz, para que se possa proceder à alegada atualização. É aqui que quem está por trás desta fraude se apodera dos dados inadvertidamente fornecidos pelos clientes que, acreditando tratar-se de uma comunicação oficial, foram levados ao engano.

Questionado pelo Observador, o BPI garantiu que já teve conhecimento de que esta prática está a ser levada a cabo e assegura que está a tentar controlar as potenciais consequências. “O BPI tem conhecimento desta tentativa e tomou todas as medidas necessárias para neutralizar os seus efeitos”, respondeu fonte oficial do banco. O BPI pede aos seus clientes redobradas atenções para estes casos: “Tal como na utilização de todos os serviços internet, é importante que os clientes tenham alguns cuidados básicos na utilização do Home Banking“.

De resto, os bancos nunca solicitam aos seus clientes a entrega ou a atualização de dados via e-mail ou SMS. Se receber algum tipo de comunicação que exija o fornecimento dessas informações desconfie e não siga os passos que lhe são sugeridos.