Figueira da Foz

PJ realiza buscas no quartel dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz

A PJ disse à Lusa que "estão a ser efetuadas buscas" no âmbito de um processo do DIAP de Coimbra "por um crime da área económica e financeira". O processo está em segredo de justiça.

Fonte ligada a este processo explicou à agência Lusa tratar-se de eventuais crimes de falsificação e peculato praticados por um antigo chefe adjunto do comando (Nelson Fadigas) e pela sua esposa (Carla Mendes)

António Cotrim/LUSA

A Polícia Judiciária (PJ) está esta segunda-feira a efetuar buscas no quartel dos bombeiros voluntários da Figueira da Foz, na sequência de um alegado crime da área económica e financeira, disse à agência Lusa fonte desta polícia.

Contactado pela Lusa, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, Lídio Lopes, confirmou a presença de elementos da PJ no quartel e mostrou total abertura para apoiar as investigações.

“A associação está inteiramente à disposição para que tudo se esclareça na investigação, preservando o seu bom-nome e aguardando pelo resultado das investigações”, disse Lídio Lopes.

A PJ disse à Lusa que “estão a ser efetuadas buscas, no âmbito de um processo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra, a ser investigado pela Polícia Judiciária de Coimbra, por um crime da área económica e financeira”.

“O processo está em segredo de justiça“, indicou a mesma fonte.

Fonte ligada a este processo explicou à Lusa tratar-se de eventuais crimes de falsificação e peculato. Em causa, disse esta mesma fonte ligada ao processo, estarão eventuais crimes levados a cabo por um antigo chefe adjunto do comando (Nelson Fadigas) e pela sua esposa (Carla Mendes), ex-bombeira. Estes dois elementos demitiram-se recentemente dos bombeiros da Figueira da Foz, no distrito de Coimbra.

A mesma fonte esclareceu que um elemento que foi demitido recentemente em processo disciplinar estará na origem da denúncia, já que enviou essa mesma denúncia à associação e eventualmente à PJ.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Desigualdade

Estudar é para todos?

José Ferreira Gomes

Todos os jovens merecem igual consideração e há que evitar oferecer diplomas sem valor futuro no mercado de trabalho. O facilitismo só vem prejudicar os jovens, em especial os socialmente mais frágeis

Desigualdade

Estudar é para todos?

José Ferreira Gomes

Todos os jovens merecem igual consideração e há que evitar oferecer diplomas sem valor futuro no mercado de trabalho. O facilitismo só vem prejudicar os jovens, em especial os socialmente mais frágeis

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)