João Vieira Pereira vai ser o novo diretor do Expresso, substituindo Pedro Santos Guerreiro, que saiu do cargo na semana passada. Para a direção do semanário entram ainda David Dinis, e Paula Santos, até agora editora-executiva do jornal, que se juntam a Martim Silva, antes diretor-executivo e a Miguel Cadete. Todos terão o cargo de diretores-adjuntos. A equipa fica completa com Marco Grieco, diretor de arte.

João Vieira Pereira está no Expresso desde 2006, tendo começado como editor de Economia e ocupando desde 2010 o cargo de diretor-adjunto. Entre 2013 e 2017, acumulou estas funções com as de diretor da “Exame”, título então da Impresa. Antes passou pelo Jornal de Negócios e pelo Semanário Económico, onde foi diretor, onde foi diretor entre 2002 e 2006.

A escolha da nova direção recaiu sobre pessoas da casa, sendo a única exceção David Dinis. David Dinis é ex-diretor do Observador, da TSF e do Público e passou por vários jornais, do “Semanário” ao “Diário Económico”, do “Jornal de Notícias” ao “Diário de Notícias”.

Já Paula Santos pertenceu às equipas fundadoras da TSF, da SIC e da SIC Notícias, tendo tido  vários cargos de coordenação e edição, sendo coordenadora-geral da SIC Notícias antes de pasar para a redação do Expresso, como editora-executiva, em 2018.

Pedro Santos Guerreiro saiu da direção do semanário há uma semana, depois de uma reunião com o Conselho de Administração. A decisão terá sido tomada depois de uma situação polémica com o editor de política Vítor Matos. O jornalista demitiu-se do cargo depois da newsletter da manhã, que se esquecera de escrever, ter saído assinada com o seu nome sem a sua autorização e por decisão de Santos Guerreiro. Matos deve manter-se à frente da secção de política.

As decisões foram tomadas numa reunião de administração na manhã desta quinta-feira e depois anunciadas à tarde ao Conselho de Redação. Nesta semana, Ricardo Costa, diretor-geral da Impresa, assumiu interinamente a direção do Expresso.

Na SIC, a direção passará a ter também um novo elemento: Marta Brito dos Reis, como subdiretora de informação. Entrou na estação em 2000, integrou a equipa fundadora da SIC Notícias, sendo atualmente coordenadora do “Jornal da Noite” e responsável pelo planeamento e gestão dos formatos longos da informação. A restante estrutura mantém-se: Ricardo Costa (diretor), José Gomes Ferreira (diretor-adjunto), Bernardo Ferrão e Pedro Cruz (subdiretores).

No comunicado da Impresa, as mudanças são justificadas com as “necessidades do Expresso e da SIC e uma maior aproximação das duas redações, nomeadamente nas suas operações digitais”. Em relação ao semanário em concreto, “os objetivos passam por cimentar a liderança como jornal”, acelerando também “a sua transformação digital”. Quanto à estação televisiva, diz a administração, as finalidades passam por “solidificar a liderança conquistada pelos espaços de informação da estação” e também “aumentar a capacidade de distribuição digital dos seus conteúdos”.

As duas direcção ficarão compostas da seguinte forma:

Expresso

Diretor: João Vieira Pereira

Diretores-adjuntos: David Dinis, Martim Silva, Miguel Cadete, Paula Santos

Diretor de arte: Marco Grieco

SIC

Diretor de Informação: Ricardo Costa

Diretor-adjunto de Informação: José Gomes Ferreira

Subdiretores de Informação: Bernardo Ferrão, Marta Brito dos Reis, Pedro Cruz

texto actualizado às 17h00 com o comunicado oficial da administração da Impresa