Frederico Varandas deslocou-se esta terça-feira a Manchester, onde esteve reunido com responsáveis do City tendo em vista uma parceria estratégica entre os dois clubes em termos desportivos. De acordo com informações recolhidas pelo Observador, o líder do Sporting, que já tinha esta viagem programada – daí que não tenha seguido com a equipa para o estádio na Suíça no domingo passado –, saiu ainda antes da 7h de Lisboa, juntando-se depois aos comandados de Marcel Keizer.

O Record avançou esta terça-feira que, além de Varandas, Hugo Viana, diretor das relações externas dos leões, esteve também no encontro em terras inglesas com Txiki Beguiristain, diretor de futebol do campeão britânico, entre outros responsáveis do clube. Em cima da mesa estiveram os últimos detalhes de uma parceria que estava em estudo há alguns meses entre ambos.

Recentemente, a transferência de Félix Correia, extremo de 18 anos que foi um dos dois convocados da formação verde e branca para o Campeonato da Europa Sub-19, foi uma espécie de primeiro fruto dessas reuniões entre ambas as partes e que incluíram outros nomes como o também espanhol Ferran Soriano, diretor executivo dos citizens. Além da possível troca de jogadores, o acordo prevê ainda uma ligação a nível de deteção de jovens talentos – uma área em que Varandas tem investido desde que assumiu a presidência do Sporting, com a contratação de Raúl José para dirigir o departamento de scouting.

No entanto, e mesmo não tendo sido assunto (para já) ao longo do dia, há outro clube que pode ter interesses comuns com o Sporting, neste caso o Manchester United. Na mesma semana em que Frederico Varandas, em entrevista à Rádio Observador, deixou a garantia que Bruno Fernandes seria a maior venda da história dos leões mas que ainda não tinha recebido qualquer proposta concreta, a Gazzetta dello Sport avançou que os red devils tinham visto recusada uma oferta de 40 milhões de euros. Ainda assim, tudo aponta para que existam investidas a breve prazo tentando garantir o médio português, “jogando” também com o principal processo que está agora nas mãos dos responsáveis do clube inglês: Paul Pogba.