O construtor alemão está a poucos meses de iniciar as entregas do novo Taycan aos clientes que colocaram as primeiras encomendas do seu primeiro veículo eléctrico. Daí que a Porsche se esteja a desdobrar em demonstrações, sendo que a mais recente teve lugar durante a prova da Fórmula E de Nova Iorque. Estas exibições foram reforçadas nos últimos dias quando os alemães ofereceram a alguns meios de informação a possibilidade de conduzir o modelo, aproveitando a ocasião para levantar mais um pouco da ponta do véu que ainda esconde algumas das características do Taycan.

A principal novidade tem a ver com o principal trunfo do familiar da Porsche alimentado a bateria. A marca sempre esgrimiu como vantagem sobre a concorrência o seu sistema eléctrico a 800V (o dobro dos concorrentes), o que lhe permitiria carregar com potência de 350 kW, mas segundo os seus responsáveis informaram a Car Magazine, o Taycan que vai começar a ser entregue em 2019 vai apenas poder lidar com potências de 250 kW, ou seja, a mesma do Tesla Model 3. Segundo menciona a publicação britânica, é possível que dois anos depois, em 2021, o modelo passe a aceitar potências superiores.

A Porsche revelou ainda aos jornalistas presentes que o Taycan vai ser oferecido em três versões, respectivamente Taycan, Taycan Carrera 4S e Taycan Turbo, com o primeiro, o mais acessível, a estar equipado apenas com tracção atrás, uma bateria de 80 kWh e dois níveis de potência (326 cv e 381 cv). O Carrera 4S recorrerá a um pack de baterias com maior capacidade e potências de 435 cv e 490 cv, para depois a versão mais possante, a Turbo, ser proposta por 120.000 libras no Reino Unido, cerca de 133.500€. Esta versão será a mais potente, com cerca de 600 cv e tracção às quatro rodas.

Ainda segundo declarações dos alemães aos ingleses, não está posta de lado a possibilidade de surgirem posteriormente um Taycan Turbo S, com 734 cv e um Taycan GTS, com apenas tracção posterior. Os técnicos da marca germânica informaram ainda que o seu primeiro eléctrico poderá oferecer, em determinadas versões, as barras estabilizadoras activas e quatro rodas direcionais, como já acontece nos Audi A6 e A8.

Actualização a 16/10: A marca anunciou entretanto que o Taycan 4S Performance vai recarregar a 225 kW, enquanto as versões 4S Performance Plus, Turbo S e Turbo podem lidar com potências de 270 kW.