Rádio Observador

Seleção Nacional

Euro2020: Seleção portuguesa na máxima força antes da partida para a Sérvia

Fernando Santos contou com grupo completo no último treino na Cidade do Futebol antes da partida contra Sérvia, que será dirigida pelo árbitro turco Cüneyt Çakir. Danilo admite maior responsabilidade.

RODRIGO ANTUNES/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, contou esta quinta-feira com o grupo completo no último treino na Cidade do Futebol, em Oeiras, a poucas horas da partida para a Sérvia.

Na sessão de trabalho, que teve os primeiros 15 minutos abertos à comunicação social, estiveram presentes os 25 jogadores convocados, que depois de alguns exercícios de aquecimento foram divididos por setores e coletes.

Se nos avançados não havia nenhuma divisão e no meio-campo houve mudanças entre os detentores de coletes, na defesa os jogadores sem colete parecem partir na frente para a titularidade: Nélson Semedo, José Fonte, Rúben Dias e Raphael Guerreiro. Já os guarda-redes, cumpriram o habitual trabalho específico à parte.

O árbitro turco Cüneyt Çakir vai dirigir o jogo entre Sérvia e Portugal, no sábado, em Belgrado, referente ao Grupo B da fase de qualificação para o Euro2020 de futebol, informou esta quinta-feira a UEFA no seu sítio oficial.

Çakir, de 42 anos, que possuiu insígnias da UEFA desde 2010, será auxiliado pelos compatriotas Bahattin Duran e Tarik Ongun, enquanto o também turco Hüseyin Göçek vai ser o quarto árbitro, no encontro a realizar no Estádio Rajko Mitic.

Danilo afasta pressão, mas reconhece que responsabilidade aumentou

Danilo Pereira admitiu que a seleção portuguesa de futebol tem a responsabilidade acrescida de vencer os dois próximos jogos de apuramento para o Euro2020, diante na Sérvia e Lituânia, e defendeu que a pressão faz parte.

Claro que a margem de erro diminuiu, mas a pressão em si não creio que esteja mais alta, porque nós, jogadores de alto nível, estamos sujeitos a essa pressão. A responsabilidade aumenta sim, mas a pressão não”, afirmou Danilo, em conferência de imprensa, realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras.

O médio do FC Porto destacou ainda que Portugal “depende apenas de si” para ser primeiro classificado do Grupo B, preferindo encarar os desafios com sérvios e lituanos como “importantes e não como determinantes”.

Para enfrentar os dois desafios, Portugal deverá utilizar um dos dois sistemas táticos que o selecionador Fernando Santos implementou desde que chegou à equipa das ‘quinas’, sendo que nenhum deles deixa o médio desconfortável.

São sistemas que temos vindo a trabalhar durante estes anos. Estamos bem ambientados aquilo que é a tática ou o sistema, seja em 4x4x2 ou 4x3x3. Para mim, não creio que haja muita diferença, porque no clube jogo em 4x4x2 e aqui alternamos. Não há um sistema que me sinta mais confortável, estou bem adaptado aos dois sistemas”, declarou.

Ainda sobre o empate (1-1) com os sérvios no arranque do apuramento, depois de outra igualdade (0-0) com a Ucrânia, Danilo frisou que não foi uma má exibição de Portugal, porém reconheceu que é necessária mais eficácia perante uma equipa que é “competente e sai bem em contra-ataque”.

“Não foi um jogo negativo, não conseguimos ter a eficácia que queríamos. Vamos tentar ser mais verticais, mais objetivos. A Sérvia é competente, sai bem em contra-ataque e é uma equipa muito direta”, alertou.

Portugal defronta a Sérvia, em Belgrado, no sábado, e viaja, depois, até à Lituânia, onde joga na terça-feira, em dois jogos que poderão ser determinantes na luta pelo apuramento direto para o próximo Europeu.

No arranque do apuramento, a formação portuguesa somou dois empates caseiros, com Ucrânia (0-0) e Sérvia (1-1).

A seleção lusa, detentora do título europeu, segue no quarto e penúltimo lugar do Grupo B, com apenas dois pontos, embora tenha menos dois jogos do que a Ucrânia, que lidera com 10, e que o Luxemburgo, segundo, com quatro.

Com mais um jogo do que Portugal, a Sérvia é terceira classificada, também com quatro pontos, enquanto a Lituânia segue em último, com apenas um ponto.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)