O Conselho de Administração (CA) do hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada (Setúbal), não confirmou o encerramento da urgência pediátrica durante a noite, todos os dias da semana — como tinha sido avançado pela Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal —, adiantando que “estão a ser trabalhadas várias hipóteses com o objetivo de minorar ou solucionar os problemas que se vivem atualmente”.

Em comunicado, o CA explica que foi isso que disseram às comissões de utentes de saúde dos concelhos do Seixal e de Almada, numa reunião esta sexta-feira, e acrescenta que está em contacto com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e o Ministério da Saúde para tentar arranjar uma solução para os problemas que se vivem nesta urgência.

O presidente do CA do HGO, Luís Amaro, informou os elementos presentes na reunião de que estão a ser trabalhadas várias hipóteses com o objetivo de minorar ou solucionar os problemas que se vivem atualmente. O CA do HGO continua, em articulação próxima com a ARSLVT e com o Gabinete de S.Exa. a Sra. Ministra da Saúde, a procurar ultrapassar esta situação e logo que for possível dará conta não só de todas as iniciativas que vêm sendo concretizadas, como dos seus resultados”, lê-se no documento.

A Comissão de Utentes do Seixal avançou, esta sexta-feira, a urgência pediátrica do hospital Garcia de Orta iria passar a encerrar todas as noites, a partir de 18 de novembro, por seis meses. “Vai passar a fechar a partir das 21h às 8h30 de todos os sete dias da semana, ou seja, a urgência só vai estar aberta durante o dia, incluindo ao fim de semana. A urgência noturna vai encerrar todos os dias da semana pelo menos nos próximos seis meses”, disse à Rádio Observador José Lourenço, da Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal.

Declarações de José Lourenço, da Comissão de Utentes de Saúde do Concelho do Seixal

O mesmo comunicado adianta ainda que este encontro entre as comissões de utentes e o CA do hospital realizou-se a pedido das comissões.

“As referidas comissões mostraram de novo a sua preocupação pelo facto de o setor de ‘urgência externa’ do Serviço de Pediatria do HGO se manter fechada durante o período noturno, entre as 21h00 de sexta-feira e as 8h30 de segunda feira”, refere o Conselho de Administração. “Como é conhecido, esta situação decorre do facto de o Hospital se defrontar com a carência de médicos especialistas em Pediatria desde a saída, no final de 2018 e início de 2019, para o setor privado, de vários médicos que pertenciam ao quadro deste Hospital”.

Recorde-se que o Conselho de Administração do Garcia de Orta anunciou, no dia 31 de outubro, que a urgência pediátrica iria estar encerrada todos os fins de semana até dia 18 de novembro. Esta urgência já tinha fechado várias vezes durante o mês passado devido à falta de médicos.

Já esta noite, em declarações à imprensa, o presidente do Conselho Administrativo do Garcia de Orta, Luís Amaro, garantiu que ainda vão decorrer várias reuniões com o serviço de pediatria e que “assim que a decisão for tomada a população terá conhecimento”.

O presidente do CA admitiu também que uma das possibilidades “é manter as coisas exatamente como estão”.