Portugal colocou esta quarta-feira 970 milhões de euros, montante abaixo do máximo anunciado, em Obrigações do Tesouro a 10 anos, com os juros a subirem para 0,333%, contra o mínimo de sempre de 0,264% no anterior leilão comparável.

Segundo a página do IGCP, agência que gere a dívida pública, na agência Bloomberg, foram colocados 970 milhões de euros em OT com maturidade em 15 de junho de 2029 (cerca de 10 anos) à taxa de juro de 0,333%, abaixo da registada em 11 de setembro, de 0,264% e atual mínimo histórico.

A procura das OT a 10 anos cifrou-se em 1.580 milhões de euros, 1,63 vezes o montante colocado.

No último leilão comparável de OT a 10 anos, realizado em 11 de setembro, foram colocados 600 milhões de euros com maturidade em 15 de junho de 2029 à taxa de juro de 0,264%, um novo mínimo de sempre, abaixo da registada em 10 de julho, de 0,510%, anterior mínimo histórico. A procura atingiu então 1.263 milhões de euros, 2,11 vezes o montante colocado.

O IGCP, agência que gere a dívida pública, tinha anunciado para esta quarta-feira a realização de um leilão de OT com maturidade em 15 de junho de 2029 (cerca de 10 anos) num montante indicativo global entre 750 e 1.000 milhões de euros.