A pick-up eléctrica da Tesla tem formas que são consideradas horrorosas por uns e lindas e cheias de personalidade por outros. Há vários exemplos no mercado de modelos cuja estética foi fracturante e que resultaram em sucessos comerciais, como abundam outros cujas linhas discutíveis os condenaram ao fracasso, pelo que importa saber se há mais potenciais clientes a gostar ou a detestar a Cybertruck e se, entre as regiões que mais adquirem pick-up, há mais lovers ou haters. Isto nos EUA, pois não só este é o país que primeiro vai receber a truck da Tesla, como será aquele que vai consumir (de longe) o maior número de unidades.

Durante a apresentação ao público, Elon Musk afirmou, enquanto uma fotografia de uma velha pick-up era projectada no ecrã, “há 100 anos que se produzem pick-up assim e nós queríamos fazer algo diferente”. Quem não percebeu a dica deveria ter ficado de sobreaviso para aquilo que a marca se preparava para revelar. E se a audiência apreciou a rapidez, a autonomia, as especificações e o preço do mais recente modelo da marca norte-americana, quem estava presente na sala rapidamente se apercebeu que esta estava dividida entre os que gostavam e os que detestavam a estética. O Twitter ajudou a perceber para que lado pendia a balança.

A PartCatalog.com recorreu à geolocalização dos tweets e, nas 12 horas seguintes à apresentação, analisou cerca de 100.000 comentários com a hashtag #cybertruck. De acordo com os dados recolhidos, em 31 estados dominaram as posições negativas, enquanto 19 tiveram mais mensagens com reacções positivas à Cybertruck. Isto significa que em 62% dos estados há mais potenciais clientes que não gostam da pick-up eléctrica, contra 38% que gostam.

Estes resultados melhoram consideravelmente se considerarmos os estados onde as pick-up são mais populares, como acontece na costa oeste (Califórnia, Oregon e Washington), bem como na costa este (Nova Iorque, Nova Jersey, Pensilvânia, Vermont e Massachusetts). Mais importante do que isso, a Cybertruck foi bem acolhida nos estados mais receptivos a veículos eléctricos, tendo do seu lado da barricada 6 dos 10 estados que mais compram modelos alimentados a bateria. A começar pelos três primeiros do ranking, respectivamente Califórnia, Nova Iorque e Washington.

Outra surpresa deste estudo foi a receptividade da Cybertruck nos estados onde se adquirem mais pick-up, cujos condutores a Tesla pretende aliciar. Assim, do Missouri ao Illinois, passando pelo Alabama, Utah, Louisiana, Wyoming e Colorado, a PartCatalog.com registou uma receptividade positiva.

As 146.000 encomendas registadas pela pick-up da Tesla nas primeiras 24 horas são igualmente significativas, a confirmarem-se, uma vez que colocam bem a Cybertruck face à concorrência, que tem na Ford F-150 a líder de vendas, modelo que transaccionou 451.000 unidades em 2018. A seguir no ranking das vendas vem a RAM 1500 e a Chevrolet Silverado, mas o 4º lugar é pertença da Toyota Tacoma, com apenas 116.000 unidades.