Mais de 360 crianças morreram devido a malnutrição este ano na província angolana da Huíla, segundo dados do departamento provincial de saúde pública local.

Os dados apontam que de janeiro à presente data foram registados um total de 3.366 casos, dos quais 364 resultaram em óbitos.

O número, quer de casos quer de óbitos, considerado elevado pelas autoridades sanitárias locais, constitui uma preocupação, pelo que o Ministério da Saúde em parceria com a World Vision e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) estão a realizar um estudo sobre malnutrição em crianças menores de 5 anos.

O estudo está a ser realizado em cinco municípios da província, considerados os mais afetados pela seca, nomeadamente Humpata, Chibia, Matala, Gambos e Quipungo. O desmame precoce e a má alimentação são apontados como as principais causas destes casos de malnutrição.