O Governo vai lançar o Prémio Gandhi de Educação para a Cidadania, revelou este sábado o Ministério da Educação, adiantando que a iniciativa, a envolver as escolas, incidirá na primeira edição sobre os princípios éticos para o bem-estar animal.

O prémio, com periodicidade anual, é “inspirado nos pensamentos e afirmações” do líder indiano Mahatma Gandhi (1869-1948).

A iniciativa, anunciada esta semana primeiramente pelo chefe do Governo, António Costa, na sua visita oficial à Índia, é enquadrada pela Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, lançada em 2017 nas escolas de ensino básico e secundário, refere uma nota do gabinete do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, sem adiantar mais pormenores sobre o prémio, nomeadamente sobre a data de lançamento.

À Lusa, o gabinete de imprensa do Ministério da Educação disse apenas que o prémio será lançado “em breve”, remetendo mais informações sobre a distinção para um regulamento que há de ser elaborado.

De acordo com a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, “compete à escola garantir uma preparação adequada para o exercício de uma cidadania ativa e esclarecida”.

Com o Prémio Gandhi, Portugal espera, nas palavras de António Costa, citadas pelo gabinete do ministro da Educação, não só “honrar um grande homem”, mas também “conduzir as suas ideias para um futuro melhor, assente na esperança e na dignidade para todos”.