A cantora norte-americana Madonna cancelou este sábado um concerto em Londres agendado para segunda-feira, 27 de janeiro, invocando motivos de saúde. Recentemente, a 19 e 22 de janeiro, a artista cancelou também dois concertos em Lisboa pelos mesmo motivos. “Sob orientação médica, disseram-me para descansar por alguns dias”, disse a artista no Instagram.

A última coisa que quero fazer é dececionar os meus fãs ou comprometer a integridade do meu show. Por isso, vou continuar até não conseguir”, disse Madonna.

Na mensagem dirigida aos fãs, Madonna diz que tem “lesões” que a “atormentam desde o início da tour”. Por causa disso, diz que tem de “ouvir o corpo” e “colocar a saúde em primeiro lugar”. Contudo, a artista afirma que o concerto de quarta-feira, 29 de janeiro, marcado também para a capital de Inglaterra, “vai acontecer como planeado”.

Madonna deixou o comunicado de cancelamento no Instagram

Quando cancelou o concerto a 19 de janeiro, em Lisboa, Madonna justificou a decisão com o mesmo problema: “Peço desculpa por ter de cancelar esta noite mas preciso de ouvir o meu corpo e descansar”, disse também numa publicação no Instagram. O mesmo motivo levou ao cancelamento do espectáculo marcado para dia 22 no Coliseu dos Recreios.

Em novembro de 2019, a tour Madame X tinha registado um primeiro cancelamento, devido a questões técnicas. Ainda nesse mesmo mês e já em dezembro, outras quatro datas seriam canceladas. As razões apontadas foram “dores fortes” e “aconselhamento médico”, devido a uma lesão anterior.

Nos concertos de Lisboa, Madonna admitiu ter dificuldades, especificamente motivadas por dores numa perna, que a têm feito coxear em palco. Nas redes sociais também já partilhou, em diferentes ocasiões, treinos e momentos de recuperação relacionados precisamente com esse problema.

A digressão “Madame X” chegou à Europa a 12 de janeiro. No total, são 37 concertos agendados até ao final de março. A tournée passa por este lado do Atlântico depois de ter estado em palcos nos Estados Unidos, onde também houve problemas de produção no arranque e cancelamentos por lesão da cantora.