Seis e meia da manhã, o despertador anuncia o muito aguardado fim de semana em família. Duche, pequeno-almoço, sacos e pranchas na bagageira. A família está pronta para partir ao encontro das emoções do surf Atlântico, nas praias que vão do Guincho a Supertubos, em Peniche, com paragem no Cabo da Roca para almoçar. Tiago tem 42 anos e, com quase dois metros de altura, podia ter sido estrela de basquetebol. É engenheiro numa empresa de equipamentos de wind e kitesurf, sediada na Alemanha, mas vem a casa todas as semanas.

A profissão trouxe-lhe a paixão pelas ondas e lá em casa todos gostam de praticar surf e bodyboard. Aos 36 anos, a Inês é bióloga e está a fazer investigação sobre algas. Os dois têm três filhos pequenos e gostam de aproveitar ao máximo os tempos livres. Isso significa sair em direcção ao mar, sempre que podem, em busca do melhor swell. Quando nasceu o terceiro filho ficou claro que precisavam de um carro maior. Logo decidiram comprar um SUV, como aliás fazem cada vez mais famílias na Europa, onde estes modelos já representam 37% das vendas de veículos novos.

A escolha do SEAT Tarraco foi fácil e intuitiva, até porque, para além de ter sido eleito o Grande SUV do ano em Portugal 2020, lá em casa já havia um SEAT Ibiza com 10 anos e 320 mil km, fiel companheiro da Inês desde os tempos da faculdade.  Este grande SUV da SEAT tem sete lugares e espaço suficiente para bagagens. Quando viajam só os dois, o Tiago e a Inês rebatem a segunda e a terceira fila de bancos para transportar o equipamento dentro do Tarraco, sem necessidade de recorrer ao uso das barras no tejadilho. E assim também desfrutam mais do teto panorâmico que muito contribui para um ambiente luminoso a bordo.

Quando encontram o melhor spot, estacionam e vestem-se para seguir com as pranchas até ao mar. Depois da surfada, regressam ao Tarraco e fazem do portão traseiro um estendal improvisado, onde penduram as toalhas e os fatos de neoprene. Depois de um snack e um par de selfies, o Tiago e a Inês estão prontos para seguir até à próxima praia.

No SEAT Tarraco, a primazia é dada ao conforto, destacando-se os bancos dianteiros com formas envolventes e desenho exclusivo, com múltiplas regulações, transmitindo uma sensação de qualidade apurada, com acabamentos premium em pele ou Alcantara®. Um extra indispensável na banda sonora de qualquer viagem a dois é o sistema de som BeatsAudio™, com amplificador de 400W e subwoofer, para graves mais profundos.

Em termos dinâmicos, o Tarraco permite seleccionar os modos de condução Comfort, Eco, Sport, Individual, Off-Road e Snow, estando este dois últimos disponíveis apenas nas versões 4Drive. Este sistema permite enfrentar qualquer caminho mais acidentado com estabilidade e segurança, graças à eficácia do sistema de tração integral que reparte a força motriz pelos dois eixos em função das condições de aderência.

O Rolha vai sempre atrás

Mais interessados em descobrir novos caminhos e lugares remotos, longe do bulício da cidade, a Margarida e o Nuno gostam tanto de passear pelo interior da serra de Sintra, onde residem, como de explorar os recantos do interior do país. Ambos trabalham no negócio de família, no sector dos vinhos, com produção própria na região do Ribatejo.

Com rotinas muito exigentes de 2ª a 6ª-feira, o Nuno e a Margarida começaram a organizar autênticas expedições, aos fins de semana, em cada um dos distritos do Minho ao Algarve. A última foi pelo distrito de Coimbra, para descobrir a serra da Lousã onde é obrigatória uma visita à Aldeia do Talasnal, numa autêntica rota do xisto com passagem por várias aldeias incrustadas nas encostas e por locais emblemáticos como a Fraga da Pena e o Castelo.

Sempre acompanhados pelo Rolha, o seu cão, o Nuno e a Margarida contam com o espaço e versatilidade do SEAT Ateca para levar a cama e vários brinquedos do seu fiel amigo. É um membro da família que participa activamente nos passeios de fim de semana, com direito a recreio e repouso na bagageira de 510 litros que abre com sensor de pé, por baixo do pára-choques traseiro.

Em cerca de uma hora, passando por Vila Nova de Poiares e Penacova, vai-se da Lousã ao Luso, pequena vila termal com pouco mais de 2500 habitantes. Por ruas estreitas e em recantos inclinados, a agilidade do SEAT Ateca é auxiliada pelo assistente automático de estacionamento com câmara 360º, que  tornam muito fácil qualquer manobra em espaços apertados. Das termas ao chafariz, dos vários chalés históricos ao Grande Hotel do Luso, desenhado por Cassiano Branco, não faltam pontos de interesse habitualmente menos valorizados perante o magnetismo da Mata do Buçaco, famosa pela riqueza paisagística e pelo magnífico hotel que nasceu residência de caça do rei D. Carlos.

Para ir relatando os pormenores de cada viagem ao telefone com as amigas, a Margarida conta com a conectividade Full Link, que permite integrar qualquer smartphone no sistema multimédia do SEAT Ateca. Mas o que ela mais aprecia é a função de carregamento sem fios, na consola central.

No campo como na cidade

No inverno há sempre lama num caminho por descobrir. Este podia ser o lema do João e da Filipa, juntos há quase três anos, quando se conheceram numa festa de finalistas da faculdade. Ainda estão no primeiro emprego e adoram os programas a dois, sempre em viagem pelos lugares menos conhecidos do país. Ao fim de semana, tanto podem partir em busca de uma estalagem no meio do nada, como percorrer a costa à procura de praias virgens. Sejam caminhos sinuosos no interior transmontano ou estradões em terra batida na costa vicentina, eles contam com as capacidades do SEAT Arona para fazer algumas incursões em terrenos mais difíceis.

A altura ao solo e a potência disponível são suficientes para manter o andamento em pisos irregulares, mesmo apesar de ter apenas tração dianteira. Por dentro, o Arona surpreende pela sensação de espaço, a começar pela bagageira de 400 litros. A qualidade de acabamentos, cores e materiais contribuem para uma atmosfera sofisticada e o sistema de duplo Climatronic® permite a cada um escolher a sua temperatura desejada nos lugares dianteiros, tornando as viagens ainda mais confortáveis, no inverno como no verão.

Além da robustez e da economia, a versatilidade é uma característica que a Filipa e o João não dispensam. Afinal, se o fim de semana é passado em modo aventura, no dia a dia de trabalho contam igualmente com o SEAT Arona. E no estacionamento do hipermercado, por exemplo, o sistema de aviso de trânsito cruzado à retaguarda pode ser uma grande vantagem para evitar aqueles toques pouco expressivos em termos de danos, mas quase sempre muito dispendiosos.

Outra vantagem do SUV mais pequeno da SEAT é a deteção de viaturas no ângulo morto, que indica a presença de outras viaturas naquela trajectória quando o condutor muda de faixa. O Cruise Control Adaptativo com Front Assist é uma maravilha na estrada aberta, mas também é útil no trânsito compacto da cidade. O sistema depende de sensores que processam informação de modo a manter uma distância segura para o veículo da frente.

O Arona vem recheado de pequenos detalhes que fazem uma grande diferença, como o cruise control e o carregador sem fios, disponíveis de série em todas as versões. Estes são alguns dos equipamentos que a Filipa e o João mais valorizam, mas quando se trata de convencer os amigos que ainda não conduzem um SUV, o melhor argumento é mesmo a visibilidade oferecida pela posição de condução mais elevada.

Em 2019 o segmento que inclui modelos como os SEAT Tarraco, SEAT Ateca e SEAT Arona cresceu 13% para um número próximo de 5,7 milhões de automóveis em circulação. Actualmente, a gama SUV da SEAT representa o que de melhor se faz nesta classe de veículos que continua a conquistar a preferência da maioria dos condutores.