O PS de Pombal anunciou neste sábado que vai apresentar uma moção de censura ao executivo camarário liderado pelo social-democrata Diogo Mateus, intenção que já foi comunicada à presidente da mesa da Assembleia Municipal.

Os socialistas avançam, em nota divulgada neste sábado, que a moção será discutida na sessão de junho da Assembleia Municipal de Pombal.

“Intitulada ‘Por um Pombal melhor’, esta moção é um protesto pela ausência de uma estratégia de desenvolvimento para Pombal, pelo incumprimento das promessas eleitorais assumidas, nomeadamente em matéria de desenvolvimento económico, turismo, florestas, juventude e cultura, e também pelo desgoverno notório”, relatam os socialistas.

Classificando o executivo camarário como “inconsequente, ineficaz e errático”, o PS denuncia a “visível fragilidade governativa” da Câmara Municipal, acusando Diogo Mateus de omitir informação que reputam de importante.

Os socialistas denunciam também a “uma ausência total de políticas de combate aos graves problemas demográficos” e consideram pontual e escassa” a captação de investimento.

As acusações estendem-se ao PSD de Pombal, que, “fingindo não saber, não ouvir, nem ver”, renovou recentemente a confiança política em Diogo Mateus.

“O PS de Pombal não confia neste executivo camarário, nem se revê na sua postura, e interpela-o a uma mudança política que venha a determinar, por um lado, um modelo de desenvolvimento mais próspero e eficaz, em que a participação dos pombalenses seja mais ativa e participada, e, por outro, que o foco central de atuação seja a resolução dos problemas do concelho e não as guerras político-partidárias”, concluem os socialistas.