O Metropolitano de Lisboa iniciou, na semana passada, a substituição das escadas mecânicas na estação da Baixa-Chiado por “equipamentos novos e mais resistentes”, investindo cerca de 490 mil euros, anunciou esta terça-feira a empresa.

Numa nota, o Metro salientou que a obra deverá estar concluída durante o último trimestre de 2020.

“Esta obra é a segunda de três intervenções, a realizar na totalidade das escadas rolantes em funcionamento no acesso Poente da estação Baixa-Chiado e implicará a substituição integral de três lances de escadas mecânicas e infraestruturas”, sublinhou a empresa.

O Metro alertou ainda que, durante a intervenção, nos três lances de escadas de acesso ao Largo do Chiado ficará sempre garantido o funcionamento de uma escada rolante no sentido ascendente (subida), sendo que o fluxo de passageiros no sentido descendente (descida) deverá efetuar-se através das escadas pedonais.

Os utentes com mobilidade condicionada poderão utilizar a plataforma elevatória para cadeiras de rodas existente junto ao corrimão, no acesso à Rua do Crucifixo, mediante pedido a um funcionário.

A primeira fase de modernização das escadas mecânicas na estação da Baixa-Chiado ficou concluída em dezembro de 2018, “estando previsto, oportunamente, o lançamento de concurso para a terceira fase, que envolve a substituição dos últimos três lances de escadas”, lê-se na mesma nota.

O investimento total previsto com a substituição de todos os lances de escadas mecânicos na estação Baixa Chiado é de 1,5 milhões de euros, destacou.