Monsantos Open Air

Parque Florestal de Monsanto, Lisboa. De segunda-feira a domingo, das 12h às 15h e as 19h às 23h

Para quem é a favor do arraial possível: em Monsanto, nasceu uma esplanada com 1.500 metros quadrados e o ambiente que lá se vive é o que de mais parecido este verão vai ter de um arraial popular. O Monsantos Open Air abre esta quinta-feira e na ementa não falta nada — sardinhas assadas, entremeada, caldo verde, chouriço assado e toda a sorte de petiscos que a época pede. Os preços dos menus variam entre os 15 e os 25 euros por pessoa. Espaçadas entre si, cada mesa tem um limite máximo de oito pessoas.

© André Gouveia/Global Imagens

Kids Market

De sexta-feira e domingo

Para quem já se habituou a fazer compras sem sair de casa: o Kids Market está de volta e, pela primeira vez, troca as bancas físicas nas Cavalariças do Pestana Palace por uma edição totalmente online. Durante três dias, clientes habituais e curiosos são convidados a aceder à plataforma de Filipa Cortez, mentora deste mercado desde a primeira edição. Ao todo, vão ser mais de 70 marcas, nas áreas de criança, moda feminina e decoração. Estão ainda prometidos descontos, novos lançamentos e portes gratuitos para as compras feitas durante o fim de semana. A vertente solidária não fica de lado, através da campanha Famílias que apoiam Famílias. A anfitriã convida todos os seguidores a doarem pelo menos um euro. A verba angariada destina-se à compra de materiais para a Unidade de Infecciologia do Hospital Dona Estefânia.

© Facebook.com/kidsmarketpt

Almoço de domingo no hotel Solverde

Avenida da Liberdade, 212, Vila Nova de Gaia. Aos domingos

Para quem já tinha saudades de um almoço de domingo num hotel: o Solverde retoma a bela tradição domingueira, se bem que com algumas adaptações. Em vez do habitual buffet, O Jardim, restaurante do hotel, regressa com um menu especial composto por três pratos. É certo que a ementa vai variar todas as semanas, mas a base será sempre tradicional portuguesa. No próximo domingo, as propostas incluem mini rojões e salada de bacalhau para entrada, lombinhos de pescada com camarão, cozido à portuguesa e tripas à moda do Porto para pratos principal. A fruta, a mousse de chocolate e a doçaria conventual encerram o repasto. O preço é de 35 euros por pessoa e exclui bebidas. Crianças entre os quatro e os 12 anos pagam só metade. É gratuito para crianças até aos três anos.

© Divulgação

“Time and technics”

Rua de Passos Manuel, 178, 4º andar, Porto. De terça-feira a sábado, das 12h às 23h, e domingo, das 12h às 16h. Até 30 de junho

Para quem quer recuperar a arte perdida: o Maus Hábitos retoma a programação cultural com a arte digital de Berru, um coletivo formado na cidade do Porto, composto por quatro jovens artistas, e vencedor do prémio SONAE Media Art 2019. Pensada para este espaço portuense, a instalação Time and technics desenvolve-se em torno da ideia de tempo. Um conjunto de dispositivos eletromagnéticos programados para atuar sobre uma superfície de vidro. A inauguração está marcada para sábado, a partir das 15h. A entrada é livre.

© Divulgação

Brunch à Brasileira

Rua de Cascais, 31A, Lisboa. Sábados, das 11h às 16h

Para quem gosta de um bom petisco brasileiro: sabe o que é um quitute? A expressão brasileira para pitéu, acepipe, iguaria e petisco ganha um novo sentido com o regresso do Brunch à Brasileira d’A Coxinharia, em Alcântara. O nome explica tudo. A especialidade deste sítio, aberto desde novembro, são mesmo as coxinhas, disponíveis em versões para todos os gostos, entre carne, camarão e até uma opção vegetariana. A ementa inclui ainda brigadeiro de chocolate, pão de queijo e tapioca, entre outras opções. O regresso fica ainda marcado pela nova parceria com a Crush Doughnuts. Não são lá muito brasileiros, mas vale a pena importar. O preço é de 15 euros por pessoa.

© Divulgação

Santos em casa fazem milagres

Durante o mês de junho

Para quem quer trazer os Santos Populares para dentro de casa: a Supper Stars dá uma ajuda e não se fica só pela ementa. A pandemia pode ter trocado as voltas ao Santo António, mas esta empresa especializada em levar um chef para cozinhar dentro de casa antecipa-se ao jejum de bailarico. Além de opções gastronómicas a pensar na quadra — onde a sardinha e rainha –, a Fados Fora de Portas também ajuda a entrar no espírito. Além refeição, o programa inclui um fadista ao serviço dos convivas. O preço é de 35 euros por pessoa, o fado é ajustado ao desejo de cada cliente (com preço sob consulta).

© Divulgação

Visitas à Ponte da Arrábida

Ponte da Arrábida, Porto. De quarta-feira a domingo, das 16h45 às 20h30

Para quem quer desconfinar em altura: depois de 70 dias fechada a visitas, a Ponte da Arrábida reabriu ao público. Isto quer dizer que os mais afoitos vão poder voltar a percorrer esta obra de engenharia com um guia, embora cumprindo agora todos os procedimentos de higiene e segurança. Até sete de junho, o preço é de 12 por pessoa, para assinalar a reabertura.

Ville de Porto - Portugal

© Bruno de Hogues/Gamma-Rapho via Getty Images

Malhadinha Nova com entregas em Lisboa

Herdade da Malhadinha Nova, Beja. De segunda-feira a sábado, das 12h às 21h

Para quem quer de saborear o Alentejo sem sair da capital: esta herdade alentejana acaba de lançar um serviço de entregas ao domicílio em Lisboa, num esforço conjunto com o seu chef consultor Joachim Koerper. O menu disponível para entrega já foi elaborado e inclui duas entradas — gaspacho alentejano com azeite caseiro e espargos brancos em presunto de porco preto de Barrancos –, dois pratos principais — bochecha de porco preto salteado com couve e chouriço e bacalhau confitado com puré de batata doce e tomate — e duas sobremesas — bolo de chocolate da Malhadinha e pudim abade de priscos e laranja. As sugestões variam entre dez e 20 por dose e a Malhadinha Nova dispõe ainda de vinhos para harmonizações à altura. As encomendas têm de ser feitas com uma antecedência mínima de duas horas. No concelho de Lisboa, a taxa de entrega é de cinco euros, mas só em encomendas inferiores a 35 euros. Em concelhos adjacentes é de 15 euros.

© Divulgação

“Nunca mais é sábado” é uma rubrica que reúne as melhores sugestões para aproveitar o fim de semana.