Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Ministério das Finanças já avançou para a nova auditoria especial à gestão do Novo Banco, de acordo com o Correio da Manhã, desta vez com enfoque em 2019, depois de o Banco de Portugal ter escolhido novamente a Deloitte para fazer a avaliação às contas do banco.

De acordo com o Correio da Manhã, foi ainda Ricardo Mourinho Félix, na última semana como secretário de Estado das Finanças, quem assinou o despacho.

A auditora é a mesma que analisa atualmente as contas referentes ao período entre 2000 e 2018, esperando-se nesse caso uma conclusão em julho. A Deloitte vai tentar perceber se foram cumpridas todas as regras na atribuição, reestruturação e venda dos créditos, quem tomou as decisões e se os pareceres dos órgãos internos do banco foram ouvidos para serem tomadas decisões.

A nova auditoria surge após mais uma injeção de capital, de 1035 milhões de euros, por parte do Fundo de Resolução, dos quais 850 milhões transferidos diretamente pelo Orçamento do Estado.

Banco de Portugal escolhe Deloitte para nova auditoria ao Novo Banco