Os índices bolsistas de Wall Street encerraram esta quinta-feira em alta, com o Dow Jones, o principal, a avançar 0,23%, numa jornada reduzida e de poucos movimentos devido ao Natal.

No fecho da sessão da bolsa de Nova Iorque, o Dow Jones subiu 70,04 pontos, até aos 30.199,87, tendo o seletivo Standard and Poor’s 500 avançado 0,35%, correspondentes a 13,05 pontos, para 3.703,06. Já o tecnológico Nasdaq subiu 0,26% para os 12.804,73 pontos, graças à subida de 33,62, de acordo com a agência Efe.

Wall Street viveu um dia tranquilo, com um volume de operações muito abaixo do habitual e uma sessão com três horas a menos, devido a ser véspera de Natal, feriado em que as bolsas estão encerradas. No conjunto da semana, todos os setores terminaram no verde, com a exceção do energético, que baixou 0,63%. Os melhores registos foram os das empresas imobiliárias (0,84%), das tecnológicas (0,75%) e dos serviços ao público (0,69%).

Investidores preocupados com pacote de estímulo económico aprovado pelo Congresso

Os investidores voltaram a parecer pouco preocupados pela incerteza que rodeia o pacote de estímulo económico aprovado pelo Congresso dos Estados Unidos e que o presidente cessante, o Republicano Donald Trump, ameaçou bloquear caso não seja modificado. Esta quinta-feira, os Democratas levaram ao Congresso uma proposta para aumentar de 600 para 2.000 dólares as ajudas diretas que parte da população poderá receber, algo reclamado por Trump, mas que foi recusado pelo seu próprio partido.

Enquanto isso, os Republicanos desbloquearam outro pedido do presidente, uma modificação da ajuda externa incluída no pacote, que foi travada pelos Democratas. Assim, o plano de estímulo de 900 mil milhões de dólares (cerca de 738.900 milhões de euros) permanece no limbo, mas Wall Street continua à espera que avance.

Os investidores também receberam bem o acordo fechado entre o Reino Unido e a União Europeia para a relação comercial posterior à saída de Londres do bloco europeu.