Os responsáveis do Spotify anunciaram esta terça-feira que adquiriram a Betty Labs, a empresa por detrás da app de áudio em direto de conteúdos desportivos Locker Room. Como conta o The Verge, o objetivo desta aquisição é transformar a Locker Room num concorrente direto do Clubhouse, a rede social de áudio restrita para o sistema operativo iOS, dos iPhone, que teve um sucesso fulminante desde o início de 2021.

Atualmente, o Spotify é a maior plataforma de áudio e subscrição de música mais utilizada em todo o mundo. No entanto, ao contrário do Twitter, com o Spaces, ou até do serviço de mensagens Telegram, a empresa ainda não tinha lançado um produto para enfrentar diretamente o Clubhouse. À semelhança desta última aplicação, o Locker Room está somente disponível para iOS, podendo ter a aparência de acesso exclusivo que o Clubhouse tem promovido.

Clubhouse cria programa para ajudar os utilizadores a fazer dinheiro com a app

Ao jornal de tecnologia, Gustav Söderström, responsável de desenvolvimento do Spotify, disse que o objetivo da empresa é criar um serviço que também permita conversas online em direto. Além disso, o Spotify refere que a sua futura plataforma — ainda não há data de lançamento — vai permitir que qualquer pessoa possa criar salas de conversas áudio online. Desta forma, o futuro LockerRoom vai competir não só com o Clubhouse, que permite apenas criadores registados, como com plataformas com o Discord, uma plataforma de conversas pela internet que também ganhou bastante sucesso devido aos confinamentos provocados pela pandemia de Covid-19.

Microsoft poderá comprar plataforma Discord por 10 mil milhões de dólares

Sendo uma plataforma do Spotify, Söderström avança que o objetivo é que passe a haver conexão entre as duas aplicações. Assim, as conversas deste novo serviço que o Locker Room criaram podem ficar disponíveis na app principal do Spotify como se fossem um podcast.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em 2020, segundo o Statista, o Spotify contava com 155 milhões de utilizadores. A plataforma foi fundada em abril de 2006, na Suécia, por Daniel Ek e Martin Lorentzon .