813kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Carlos Rosa

Convidado

Artigos publicados

Óscares

E a culpa (não) é do mordomo!

O que aconteceu na noite de domingo na cerimónia dos Óscares é comparável a alguém que entra em sentido contrário numa estrada porque não entendeu ou descodificou mal o sinal e embateu com um camião.
Design

E se o Benfica mudasse o símbolo? A Juventus mudou

A Juventus apresentou no passado dia 16 a sua nova marca. Ganha-se certamente mais pujança comercial. Ganha-se mais imagem, mais versatilidade, mais marketing se quiserem. Mas e os adeptos?
Arte

Ser criativo dá muito trabalho

Estou há várias semanas para escrever este texto e a verdade é que, apesar de publicado, não estou contente com o resultado. Isto de ser criativo, de ter ideias, pensar “fora-da-caixa”, dá trabalho.
Gadgets

Tenho uma app que diz quantas horas corri no sofá

Metemos a mão nos modelos de negócio, nas startups, nas finanças e na economia. Nos gadgets, nos devices, nas cenas tecnológicas da vida. O mundo mudou. O mundo é mais criativo. O mundo é intangível.
Design

Que culpa tem o Vincent do poder da “Comic Sans”?

Se muitas vezes é melhor usar um tipo de letra como a Comic Sans, acreditem que não estamos a falar de currículos! Nem de propostas de emprego. Nem de coisas sérias tão pouco.
Pokémon GO

O Pac-Man dos tempos modernos

No meu tempo jogava-se Pac-Man. Um boneco amarelo que percorria um labirinto confinado ao tamanho dos écrans. No meu tempo corria o boneco. Agora, corremos nós!
Euro 2016

Sim! Este texto também é sobre o Europeu!

Sou a favor do que vai para além da vitória ou da derrota. Sou a favor de poder seguir, controlar, analisar e “conhecer” um Ronaldo, um Quaresma ou um Jonas (não resisti!) em tempo real.
Design

O design atravessou o Rubicão. Sorte lançada

Este futuro não-inventado é agora. Este futuro não-inventado está a ser liderado por duas áreas que cada vez mais estão a convergir: o design e a tecnologia.
Computadores

Herrar (ainda) é umano?

O que é divertido de observar é que 30 anos depois da apresentação do Windows, os computadores estão fechados nos ditos escritórios caseiros. Diria mais, o conceito de computador está a perder-se.
Emprego

O emprego do futuro

E então para onde caminhamos? No que devemos apostar? Que “skills” serão as procuradas pelos empregadores a curto-médio prazo? É divertidíssimo especular sobre as várias possibilidades de resposta.
Educação

E agora Manuel? Que espaço tens para errar?

A imprevisibilidade é algo extraordinário! O futuro, o talento, a capacidade desta e daquela criança. É evidente que todas elas, e nas suas variadas formas, têm capacidades e talentos extraordinário.
Tecnologia

Mil milhões de coisa nenhuma

Esta vida digital, desmaterializada e descartável está a habituar-nos a ter tudo demasiado rápido. Diria mais: a sociedade está toda ela moldada pela internet e pelo que acontece nela.
Eleições

Pequenas porções de realidade

Casmurrice? Ou falta de visão? Se posso ir ao banco e fazer um pagamento a partir da app do netbanco, porque não votar? Se posso fazer compras na app da Amazon, porque não votar?
Design

Carro novo, tecnologia velha?

Tempo. Tudo se resume a tempo. Economia de tempo. Melhor aproveitamento do tempo. E mais tempo é melhor qualidade. E melhor qualidade é maior bem-estar.
Tecnologia

Load – aspas – aspas – enter!

Há 25 anos o “jogo de computador” era visto como um opositor ao estudo e a um futuro promissor. Hoje estamos exactamente perante um cenário contrário. A indústria dos jogos está bem e precisa de gente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos