Logo Observador
Futuro da Grécia

Varoufakis arrependeu-se da sessão fotográfica do Paris Match

1.422

Disse desprezar o sistema do estrelato, mas deixou-se fotografar pela revista francesa Paris Match num cenário algo ostentoso. Instalada a polémica, Varoufakis diz-se arrependido.

EMMANUEL DUNAND/AFP/Getty Images

“Gostaria que aquela sessão fotográfica não se tivesse realizado, arrependo-me dela”, disse este domingo Yanis Varoufakis à Alpha TV, citado pelo britânico Guardian. O professor de economia de 53 anos acrescentou ainda que não concordou com a “estética” das imagens divulgadas. Já antes, no decorrer da sessão fotográfica, disse não gostar de atenção mediática: “Eu desprezo o sistema do estrelato”.

A sessão fotográfica em causa foi realizada em exclusivo para a revista Paris Match e mostrou um ministro das Finanças grego nunca antes visto: a tocar piano e a jantar na companhia da mulher no terraço de sua casa, com vista para a Acrópole. As reações não se fizeram esperar nas redes sociais, até porque a Grécia está a atravessar um cenário económico complicado. Agora, já com a poeira a assentar, Varoufakis mostra-se arrependido.

A produção divulgada esta semana, e que já correu meio mundo, focava-se no “ninho de amor ao pé da Acrópole” — a forma que o jornalista encontrou para se referir à casa de Varoufakis –, sendo que o respetivo artigo descrevia o ministro como uma estrela de rock, com uma “figura atlética” e parecido com o ator norte-americano Bruce Willis.

Apesar disso, o ministro argumentou que a publicação francesa “fez muito bem à Grécia em França”. Ainda falando de órgãos de comunicação social — uns mais cor-de-rosa do que outros –, Varoufakis apontou o dedo, também este domingo, ao tabloide alemão Bild, que deu a entender que o grego será demitido em breve do governo. “É uma honra ter a Bild a tentar prejudicar-me. Quanto mais eles o fazem, melhor eu durmo à noite”, disse citado pela agência de notícias ANA.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
António Costa

Sim, isto é mesmo como na Grécia

Rui Ramos

Não é só em Portugal: também a Grécia festeja um resultado orçamental histórico. O método foi o mesmo: reduzir o Estado a controle, empregos, e favores para amigos, e cortar o resto sem piedade. 

Crónica

Ocasiões de choradeira

Miguel Tamen

O maior serviço que a televisão presta é pelo contrário o de proporcionar a quem nela aparece a falar ocasiões de choradeira: dar azo ao apreço que quem fala sente por si próprio.