Logo Observador
Casa Branca 2016

Hillary alerta para as “consequências no mundo real” de notícias falsas

159

Numa rara aparição pública, a democrata pediu que sejam tomadas medidas concretas para lidar com as notícias falsas na internet, dizendo que "há vidas em risco. Vidas de pessoas normais".

AFP/Getty Images

Hillary Clinton criticou esta quinta-feira a proliferação de notícias falsas na internet, afirmando que podem ter “consequências no mundo real”. A democrata falou numa rara aparição pública desde a eleição de Trump, durante uma cerimónia de despedida do atual líder do Senado, Harry Reid, onde esteve também o atual vice-presidente dos EUA, Joe Biden.

Referindo-se a um incidente na segunda-feira, em que um homem disparou dentro de uma pizaria em Washington, D.C. após ter lido uma notícia falsa que afirmava que o restaurante estava no centro de uma rede de prostituição infantil organizada por Hillary, a democrata sublinhou que “não é uma questão política ou partidária”. “Há vidas em risco. Vidas de pessoas normais”, afirmou, considerando que a divulgação de notícias falsas se trata de “um perigo, que deve ser tido em conta rapidamente”.

As notícias falsas na internet também foram dadas como uma das explicações para a vitória de Donald Trump, o que levou Mark Zuckerberg a vir negar em público que as histórias falsas partilhadas no Facebook tenham contribuído para o resultado da eleição.

O discurso na cerimónia de homenagem a Harry Reid foi uma das poucas aparições públicas de Clinton desde a derrota na eleição. “Este não era exatamente o discurso no Capitólio que esperava dar depois da eleição. Mas depois de algumas semanas a tirar selfies na floresta, pensei que era uma boa ideia aparecer”, disse.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt