Logo Observador
Festival Eurovisão da Canção

O rosto da vitória. As 44 caretas de Salvador Sobral na final da Eurovisão

3.234

A expressividade ao cantar, as caretas ao receber as pontuações máximas e o espanto quando percebeu que tinha ganho. Salvador Sobral, vencedor da Eurovisão, numa vitória em 44 caretas.

Os jeitos das mãos, as rugas de expressão e a forma como fecha os olhos ao cantar foram das primeiras coisas que portugueses e estrangeiros repararam em Salvador Sobral. Embora com uma atuação menos expansiva e mais singela, o representante português sabe bem transfigurar o rosto para mostrar o que sente — e pensa — através das expressões. E na final da Eurovisão, que conquistou com a pontuação máxima dada pelo público, vencendo também a votação do júri, Salvador Sobral mostrou com que rosto se faz a vitória.

Depois de seguirmos segundo a segundo a final do Festival da Canção — e de, no fim, celebrarmos um pouco ao som de “Amar pelos Dois” — voltámos ao início da transmissão para procurar todos os momentos em que Salvador Sobral nos mostra com quantas caretas se conquista a Europa, desta vez com música. Encontrámos 44 momentos onde Salvador foi como sempre demonstrou ser: um poço de expressividade.

Veja todas na fotogaleria e saiba em que momento surgiram.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt
Festival Eurovisão da Canção

Portugal: doze pontos

Alberto Gonçalves
2.492

A Eurovisão está para a música como o restaurante do Barbas para a literatura ou o clã Mortágua para a economia. Mas bastou reconhecer esta nação valente para que adquirisse o prestígio de Bayreuth.

Pessoas

Os mortos e os vivos

Maria João Avillez

Adivinho a comiseração e o riso alarve de que serei alvo por rematar este texto com a história de um Pai Nosso rezado no final de uma cerimónia não religiosa.