Logo Observador
Desemprego

Número de beneficiários de prestações de desemprego cai 13% em abril

A Segurança Social pagou em abril deste ano prestações de desemprego a 211.431 beneficiários, mais 173 beneficiários (0,10%) do que em março, mas menos 30.738 (12,7%) face a abril de 2016.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A Segurança Social pagou em abril deste ano prestações de desemprego a 211.431 beneficiários, mais 173 beneficiários (0,10%) do que em março, mas menos 30.738 (12,7%) face a abril de 2016, foi divulgado esta sexta-feira.

De acordo com dados estatísticos disponibilizados na página da Segurança Social na internet, no quarto mês deste ano foram processadas 211.431 prestações de desemprego, quando em março tinham sido processadas 211.258.

As prestações de desemprego incluem o subsídio de desemprego, o subsídio social de desemprego inicial e o subsequente, o prolongamento do subsídio social de desemprego e a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração.

De resto, no final de abril havia 1.070.529 titulares do abono de família, menos 5% face ao mesmo mês de 2016. Os beneficiários de subsídio de doença ascenderam no período a 156.109, quase mais 20% do que em abril do ano passado. Já o número de beneficiários de prestações de parentalidade avançou 17% em termos homólogos para 40.901 em abril.

O número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) cresceu 2% para 214.220 e o número de beneficiários do Complemento Solidário para Idosos (CSI) também subiu 2% para 165.075. Por fim, o número de beneficiários de Pensões de Velhice aumentou ligeiramente (0,3%) para 2.031.827.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Catolicismo

Maria Madalena: a apóstola dos apóstolos

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Todas as mulheres cristãs, sem necessidade do sacramento da Ordem, podem e devem ser, sejam leigas ou consagradas, solteiras ou casadas, apóstolas de apóstolos, como Maria Madalena.

Crónica

Quem viaja muito a trabalho tem sorte?

Ruth Manus

Viajar toda hora só é uma sorte quando tais viagens são por turismo voluntário ou por outra razão mais nobre. Viajar por necessidade ou por imposição não tem lá muita graça.

Proteção Civil

Lei da Rolha: a censura cor-de-rosa

José Pinto

O calor – mais em sentido real do que figurado – dos incêndios não é bom conselheiro. Há que refrescar a informação no sossego climatizado dos gabinetes. Uma verdade a exigir intermediação.

Catolicismo

Maria Madalena: a apóstola dos apóstolos

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Todas as mulheres cristãs, sem necessidade do sacramento da Ordem, podem e devem ser, sejam leigas ou consagradas, solteiras ou casadas, apóstolas de apóstolos, como Maria Madalena.