Incêndios

Exército reforça apoio à vigilância e ao rescaldo dos incêndios com 250 militares

Mais de 250 militares foram destacados esta segunda-feira pelo Exército para reforçar o apoio à Proteção Civil nas ações de vigilância e rescaldo nos incêndios de Mangualde, Alijó e Mirandela.

Na quinta-feira passada foram mobilizados 200 militares para patrulhar zonas de maior índice de risco de incêndios

PEDRO COSTA/LUSA

O Exército reforçou esta segunda-feira com mais 250 militares o apoio à Proteção Civil em ações de vigilância e rescaldo nos incêndios nas regiões de Mangualde, Alijó e Mirandela, anunciou o Estado-Maior das Forças Armadas (EMGFA) esta segunda-feira.

Em comunicado, o EMGFA referiu que foram mobilizados “dez pelotões do Exército, com cerca de 250 militares e dezenas de viaturas, e quatro máquinas de rasto”, no apoio a “ações de vigilância e rescaldo nos incêndios que têm fustigado o continente nas últimas horas”. Cinco pelotões e quatro máquinas de rasto foram enviados para a região de Alijó, três para a região de Mangualde e duas para Mirandela, acrescentou.

Na quinta-feira passada tinham sido mobilizados 200 militares para ações de patrulhamento e vigilância florestal nas zonas de maior índice de risco de incêndios, em dez distritos do país.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site