Celebridades

Roupa, acessórios e fotografias de Audrey Hepburn vão a leilão, em Londres

Roupas, acessórios e fotografias do arquivo pessoal de Audrey Hepburn vão ser leiloados pela Christie's no final de setembro. Entre os tesouros do closet da atriz estão peças usadas em filmes.

Vestidos icónicos, sabrinas, a gabardine Burberry de estimação, retratos e guiões anotados - o leilão está marcado para 27 de setembro.

© Norman Parkinson Ltd/Courtesy Norman Parkinson Archive

Poucas atrizes de Hollywood conseguiram que o seu estilo perdurasse no tempo. Audrey Hepburn foi uma delas e parte do seu closet fica agora ao alcance de colecionadores de todo o mundo. A 27 de setembro, peças até aqui mantidas na família de Hepburn vão ser expostas ( a partir de dia 23) e leiloadas na sede da Christie’s, em King Street, Londres. Online, o leilão começa no dia 19 e estende-se até 3 de outubro.

“Preservámos os nossos sentimentos por ela, tal como os seus pertences, cada um deles uma representação das suas escolhas e filosofia de vida. Depois de 24 anos, selecionámos os objetos que queremos manter e os que temos todo o prazer em passar às gerações futuras”, afirmam Luca Dotti e Sean Hepburn Ferrer, filhos de Audrey, em declarações no site da leiloeira.

Esta seleção de sabrinas de Audrey Hepburn também vai a leilão. Cada par está avaliado em 1.500 libras (cerca de 1.640 euros). © Christie’s

Entre os objetos que vão ser levadas a leilão estão alguns dos ícones do guarda-roupa de Hepburn, das peças pessoais às que usou em filmes. Falamos da clássica gabardine Burberry, uma das suas imagens de marca, avaliada entre 6.000 e 8.000 libras (6.570 e 8.760 euros, respetivamente). O lote inclui também uma seleção de sabrinas em várias cores, cujo valor de partida estimado é de 1.500 libras (1.640 euros). A relação com Hubert de Givenchy também salta à vista. Os dois conheceram-se quando o criador francês foi contratado para desenhar o guarda-roupa do filme Sabrina, de 1954, e tornaram-se grandes amigos. Givenchy viria a desenhar as peças usadas pela atriz nos filmes Love in the Afternoon, Funny Face, Breakfast at Tiffany’s, Paris When It Sizzles e How to Steal a Million, mas também vários conjuntos para uso pessoal.

Em dezembro de 2006, a Christie’s leiloou uma destas peças. Apesar de estar inicialmente avaliado entre 50.000 e 70.000 libras, o vestido preto em cetim usado no filme Breakfast at Tiffany’s acabou por ser vendido por 456.200 libras (qualquer coisa como meio milhão de euros), batendo o recorde no que toca a objetos associados à atriz.

Mas a amostra levada a leilão não fica pela moda. Há guiões de filmes com anotações da própria atriz e fotografias do arquivo pessoal da família. São sobretudo retratos assinados por grandes fotógrafos, como Bud Fraker, Cecil Beaton e Steven Meisel, tirados entre 1953 e 1968, o auge da carreira de Audrey Hepburn no grande ecrã.

O vestido de cocktail em cetim, desenhado por Hubert de Givenchy para um editorial de moda fotografado por William Klein, vai a leilão com um valor estimado entre 10.000 e 15.000 libras (10.950 e 16.430, respetivamente). Ao lado, o trench coat da Burberry. © Christie’s

Audrey Hepburn nasceu no dia 4 de maio de 1929, em Bruxelas, mas passou a infância entre Bélgica, Inglaterra e Holanda. Foi para os Estados Unidos em 1951, para protagonizar o musical da Broadway Gigi. Dois anos depois, voltou a ser protagonista, desta vez no filme Roman Holiday, papel que lhe valeu um Óscar. Na realidade, Hepburn foi uma das 12 pessoas que até hoje conseguiram a proeza de vencer os quatro grandes prémios de representação: Óscar, Emmy, Grammy e Tony. Em 1992, ainda nos Estados Unidos, recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade, um reconhecimento pelo trabalho realizado enquanto Embaixadora de Boa-Vontade da UNICEF. Morreu um ano depois, aos 63 anos, vítima de cancro.

Antes do leilão de dia 27, os objetos de Hepburn partem numa pequena digressão. Já estiveram em Hong Kong e ficam em Los Angeles até dia 14 de setembro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site