O segundo álbum a solo de Kevin Drew chama-se “Darlings”. Saiu sete anos depois do aclamado “Spirit If…”, e resultou num disco mais maduro, fruto da experiência de vida, onde reconhecemos as melodias e as temáticas características dos Broken Social Scene, tais como o amor, os desvarios da vida e o desprendimento romântico.

Com a habilidade do costume, Kevin Drew consegue falar de sexo e construir melodias que mais parecem canções de embalar. É também por isso um disco de continuidade, e uma marca do melhor que nos chega do Canadá. E tem entrada direta para os melhores discos do ano.

kevindrewmusic.com