Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) emitiu uma nota de esclarecimento onde diz que os depósitos não são exclusivamente provenientes do Banco Espírito Santo (BES), no seguimento da notícia de que a crise no BES fez com que a Caixa recebesse 200 milhões em depósitos de antigos clientes da instituição financeira intervencionada.

De acordo com a nota, a CGD esclarece que “os valores hoje divulgados relativamente aos depósitos supostamente recebidos pela CGD no passado dia 4 de agosto não são exclusivamente oriundos do BES” e acrescenta que “não divulga valores das transações efetuadas com as suas contrapartes individuais no sistema”.

Não obstante, e tendo em conta o “caráter excecional do atual contexto”, a Caixa Geral de Depósitos “julga apropriado esclarecer que o perfil de relacionamento com o BES tem permanecido estável e dentro de referenciais de normalidade ao longo de toda a semana”, conclui a nota de esclarecimento.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR