De um casaco comprido à lingerie, passando por calças e vestidos. De roupa de fetiche a produto de eleição de designers especializados, tornou-se rapidamente a escolha de várias celebridades. O látex veio revolucionar a indústria de moda e o material já é usado há 200 anos nas peças de roupa.

Tudo começou quando o químico escocês Charles Macintosh criou um tecido de borracha para ser usado em casacos impermeáveis. Os casacos Mackintosh “cheiravam mal, eram pegajosos e estavam sujeitos a derreter-se se ficassem perto de algo quente”, conta a Quartz. Esta primeira experiência não correu bem, mas algum tempo depois os casacos Mackintosh entraram no mundo do fetichismo sexual, anteriormente reservado apenas à pele, à seda e ao couro. O látex continua muito associado à sensualidade e à sexualidade. Para os fetichistas, o material representa poder e intensidade, seja em forma de soutiens, meias de ligas, luvas ou corpetes.

Antes de chegar às peças de vestuário, há que ter em conta a origem do látex. Na natureza, o material é encontrado como uma secreção esbranquiçada produzida por algumas plantas, como a seringueira — conhecida como árvore de borracha. Estas plantas são feridas no tronco e reagem produzindo látex, que tem a função de cicatrizar o tecido lesado. Assim, o látex é colhido através de incisões feitas no tronco, pelas quais escorre.

A worker collects latex at a rubber plantation in central province of Quang Tri, 05 August 2004.  Rubber is one of the many products being exported from the country along with coffee, rice, and pepper.     AFP PHOTO/HOANG DINH NAM        (Photo credit should read HOANG DINH NAM/AFP/Getty Images)

Um trabalhador recolhe látex no Vietname. Getty Images.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Hoje, nas fábricas, são produzidas peças para todos os públicos e ocasiões. A recente introdução do látex no Calendário Pirelli de 2015 mostra que o material poderá constituir oficialmente uma nova tendência. Uma das modelos que posaram para a edição do próximo ano revela: “O látex faz realmente algo por uma mulher, sabes?”

pirelli

Calendário Pirelli 2015.

“É como quando queres colocar toda a energia num momento especial da tua vida, seja um desfile cheio de fotógrafos ou um momento muito privado.” A definição é de Simon Hoare, o diretor da casa Atsuko Kudo — o artista que está a conquistar fãs no mundo da fama.

O designer britânico é um dos mais conhecidos na atualidade na área do uso do látex em coordenados de roupa. Aposta na “Costure Latex Design” e já é convidado por celebridades como Kim Kardashian, Kate Moss, Nicky Minaj e Lady Gaga para produzir peças especiais.

Também Katy Perry e Madonna posaram juntas para a capa da V Magazine em maio deste ano. A ideia do produtor da sessão era conseguir um estilo “arrojado, mas elegante” que transmitisse “sensualidade e sexualidade entre as duas”. Para isso, a criação do guarda-roupa específico esteve a cargo de Atsuko Kudo e da sua “capacidade de brincar” com o látex.

madonna

Capa da V Magazine, com Madonna e Katy Perry

Em entrevista ao Telegraph, o diretor da casa Atsuko Kudo deixou alguns conselhos para comprar e usar peças em látex. A saia em formato lápis (pencil skirt) é “um bom ponto de partida” para jogar pelo seguro na compra da primeira peça. O material é “extremamente delicado” portanto, ao vestir uma peça látex,”tenha cuidado com as unhas”. Existem pós e produtos especiais para ajudar a que o látex deslize bem na pele e para ajudar puxar o brilho das peças. Simon Hoare avisa que o látex acentua as curvas e “enfatiza tudo o que temos”. O látex é para “dar nas vistas”, não é para quem goste de passar despercebido.