Elvis Aaron Presley nasceu no dia 8 de janeiro de 1935 em Tupelo, no Mississipi rural. Com ele nasceu um irmão gémeo, mas já sem vida. Filho único de Vernon e Gladys Presley, tinha 13 anos quando se mudaram para Memphis (Tennessee), mas por essa altura já a música lhe corria nas veias. Na juventude absorveu as influências do Blues, da Country e do Gospel, géneros musicais com que cresceu na comunidade religiosa e na Beale Street de Memphis, rua que frequentava na adolescência.

Elvis Presley começou a sua carreira discográfica em 1954 na lendária Sun Records, e apenas dois anos mais tarde já era uma estrela internacional. Além da música, participou em 33 filmes e protagonizou dezenas de atuações musicais que fizeram história na televisão. Vendeu mil milhões de discos e ganhou vários prémios, entre eles três Grammy (em 14 nomeações), mas a fama não lhe retirou a humildade: em 1958 interrompeu a carreia para responder à chamada do exército norte-americano.

Conhecido como o branco que cantava Blues, Elvis foi o mais popular, e certamente um dos primeiros artistas a fundir o género Gospel com aquilo que viria a ser o Rock & Roll, de que se tornou Rei. Aliás, uma das grandes riquezas de Elvis Presley foi a capacidade de reunir todas as influências com que cresceu. Talvez seja isso que dá ao Rock a força e popularidade que ainda tem.

Hoje, 38 anos depois da sua morte, Elvis é um artista que ainda se vende e ouve. No YouTube soma milhões de visualizações, bem como nos novos serviços de streaming. O Spotify fez as contas e preparou-se para celebrar o 80º aniversário do nascimento do Rei do Rock. Elaborou um extenso (e complexo) sistema de relações entre artistas, que demonstra, ainda que de forma mais ou menos distante, a influência de Elvis Presley na história da música contemporânea: chamou-lhe a Elvisualização e é um esquema que vale a pena consultar.

Teste também A Influência de Elvis, uma aplicação web que relaciona, precisamente, os graus de influência de artistas mais ou menos populares com o Rei do Rock — o artista A foi influenciado por B que por sua vez foi influenciado por Elvis. Faça o teste com os seus artistas de eleição, por certo vai encontrar (e compreender) algumas ligações de que não estava à espera.

O Spotify analisou ainda os hábitos de 50 milhões de utilizadores e revela que, em todo o mundo, as canções mais populares de Elvis são “Suspicious Minds”, “Jailhouse Rock” e “In The Ghetto”. Ao observar a média de streams das músicas de Elvis por país, o Spotify concluiu que é no Chile que residem os maiores fãs do Rei do Rock, seguido do Brasil, Argentina, Holanda e Islândia.

Em Portugal, os dez temas mais populares de Elvis Presley são os seguintes:

1. Jailhouse Rock
2. Suspicious Minds – Remastered
3. A Little Less Conversation – JXL Radio Edit Remix
4. Can’t Help Falling in Love
5. Hound dog
6. Blue Christmas (Remastered)
7. Always on My Mind – Remastered
8. In the Ghetto
9. Blue suede shoes
10. Heartbreak hotel

E para comemorar os 80 anos, o Spotify preparou uma lista com 54 canções, duas horas e meia de música que pode escutar aqui:

elvisthemusic.com