Norte

No Cine-Teatro João Verde, em Monção, junto à fronteira com Espanha, o público vai poder rir com a exibição da comédia “Virados do Avesso“, protagonizada por Diogo Morgado, sexta-feira e sábado, às 21h30. Os bilhetes custam três euros.

Belle Chase Hotel e Quinteto Tati têm sido os habitats onde JP Simões tem concebido e produzido muitas das composições com que foi construindo a carreira. O músico e compositor português apresenta-se esta sexta-feira, às 21h30, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, para um concerto. A entrada só custa dois euros, por isso é aproveitar. No sábado, também há concerto de JP Simões em Caminha.

Ano novo, programações novas nos teatros portugueses. No Teatro Nacional São João, no Porto, estreia esta sexta-feira “A vida é sonho“, do encenador João Garcia Miguel, a trabalhar com o Teatro Oficina. Obra do teatro filosófico de Pedro Calderón de la Barca, um dos dramaturgos do Século de Ouro espanhol (do Renascimento ao Barroco), “A vida é sonho” data de 1635 e mostra o conflito entre o príncipe Segismundo, encarcerado numa torre, e o seu pai, o rei Basílio, que submete o destino do filho aos astros. Bilhetes entre os 7,50 e os 16 euros. No final, não deixe de provar os petiscos que o chef Rui Paula desenvolveu para a carta do bar do teatro.

Há livros no Mercado Bom Sucesso, no Porto. Esta feira de saldos de livros da Calendário de Letras leva, até 31 de janeiro, ao corredor central do mercado e à escadaria que leva ao piso 1, centenas de livros de variados temas “a preços simpáticos”, prometem.

8168102_770x433_acf_cropped

Começou na quinta-feira uma pequena feira do livro no Mercado Bom Sucesso, no Porto. ©António Cotrim / Lusa

A discoteca Gare Porto dedica sexta e sábado aos “grandes valores nacionais”: Freshkitos, Nuno Di Rosso, Nuno Carneiro, Jaakko, Cheve, Sininho, Dani, Wailers, Filipe Saraiva, Hell Mariachi, Nuno Sá, Re:Axis, Robert S e Cardão. Todos eles vão fazer dançar por uma causa solidária. É que a entrada é livre nas duas noites, mas há um donativo para a causa “Há ir e Voltar” que visa a construção de uma escola em Kibera, no Quénia. Cada um dá o que quiser e puder.

Centro

O concerto de reabertura do cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira, une dois territórios musicais diferentes, mas cuja junção promete: a Orquestra Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira, dirigida pelo maestro Paulo Martins, e Maria João e Mário Laginha. Assistir a esta simbiose, marcada para domingo, às 17h00, custa 10 euros.

No Mosteiro de Salzedas, em Tarouca, Viseu, cantam-se as Janeiras, este domingo às 14h00. Encontro Geral de Cantadores de Janeiras do Distrito de Viseu serve para assinalar os 36 anos que passaram desde o primeiro encontro de Janeiras, que ocorreu ali em 1979. A entrada é gratuita.

kim-bodnia-and-gael-garcia-bernal-rosewater

Na semana em que o Charlie Hebdo sofreu um atentado, estreia em Portugal o filme “Rosewater – Uma Esperança de Liberdade”, de Jon Stewart. ©D.R.

Na semana em que morreram 12 pessoas na sequência de um atentado à redação do jornal francês Charlie Hebdo, urge lembrar que a liberdade de expressão é um direito fundamental. Esta quinta-feira chegou a alguns cinemas portugueses o primeiro filme de ficção do ‘senhor’ Daily Show Jon Stewart. “Rosewater – Uma Esperança de Liberdade” é a história verídica do jornalista iraniano-canadiano Mazihar Bahari, que em 2009 esteve preso durante 118 dias no Irão. Bahari foi acusado de ser espião dos Estados Unidos após ter dado uma entrevista ao “The Daily Show”, onde criticava o regime iraniano após as eleições presidenciais. Com interpretação de Gael García Bernal, o filme está em exibição do Dolce Vita Coimbra.

Para quem gosta de piano, o pianista Artur Pizarro dá este sábado um concerto em Torres Vedras, no âmbito da Temporada Darcos, em conjunto com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, e sob a direção musical do compositor Nuno Côrte-Real. No Teatro-Cine vão ouvir-se obras do compositor alemão Ludwig van Beethoven, a troco de cinco euros de entrada.

Sul

O Chapitô, em Lisboa, começa o ano com o teatro de improviso do Group Improgress, que apresenta uma comédia onde tudo está em aberto, exceto as regras do jogo, e o rosto dos artistas que lhe dão forma. Isto porque o público vai poder dar sugestões do que quer ver acontecer e os atores vão dar o melhor da sua interpretação. O teatro de improviso vai estar em palco às sextas e sábados às 22h00, até 31 de janeiro. Os bilhetes custam 10 euros.

Por falar em teatro, não faltam boas peças para ver neste início de ano. Uma delas é “Cyrano de Bergerac“, que leva o ator Diogo Infante de volta ao Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa. O poeta Nuno Júdice, que traduziu o original de Rostand, datado de 1897, alerta para o facto de, no texto, “tudo [parecer] uma comédia, desde o início”, embora “em breve a comédia se transforme em tragédia”. Ao lado de Diogo Infante estarão 22 atores, entre os quais Sara Carinhas, no papel de Roxane, a bem amada de Cyrano, Virgílio Castelo, como conde de Guiche, e Alberto Villar, que se desdobra no “burguês” e em “Brissaille”. A peça está em cena até 1 de março, de quarta a domingo, com preços entre os oito e os 17 euros.

cowspiracy_770x433_acf_cropped

O documentário “Cowspiracy” vai ser exibido pela primeira vez em Portugal este fim de semana e promete gerar debate. ©D.R.

É já este fim de semana que o documentário “Cowspiracy” é exibido pela primeira vez em Portugal, no @Cinema, em Lisboa. São vários os relatos pelo mundo de pessoas que viram o filme e decidiram mudar a alimentação, não para proteger animais, mas para salvar o planeta. O apresentador português João Manzarra é um deles e vai estar num debate logo após o filme, no sábado. A primeira sessão já está esgotada, mas para domingo às 11h00 ainda é possível agarrar um dos bilhetes, que custam quatro euros.

Na quinta, acabaram de nascer muitos patinhos da pata amarela. Que feliz que ela está e que lindos são… Espera, há ali um patinho diferente que espanta os outros animais da quinta e a confusão está prestes a começar. “O Patinho Feio” vai estar em cena no Centro Cultural da Malaposta, em Odivelas, a partir deste sábado, para crianças entre os três e os cinco anos de idade. Mas os adultos também podem matar saudades deste conto que atravessou gerações. Os bilhetes custam seis euros.

A maestrina Joana Carneiro dirige a Orquestra Sinfónica Portuguesa no concerto que marca o início do novo ano para o Teatro Nacional São Carlos. O concerto sinfónico, agendado para domingo, às 17h00, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém (bilhetes entre cinco e 18 euros) é descrito por Joana Carneiro como sendo estruturado a partir do Conflito:

Continuando na música clássica, mas atravessando o Tejo, a Orquestra Gulbenkian sobe ao palco da Sala Principal do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, no sábado, às 21h30, para interpretar obras de Anton Bruckner e Claude Debussy, num concerto dirigido pelo maestro alemão David Afkham. Os bilhetes custam entre seis e 15 euros.

“Tira a mão do queixo, não penses mais nisso”. Para quem está indeciso, o concerto de Jorge Palma é um excelente programa para a noite de sábado. O músico e compositor vai estar no Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra, muito bem acompanhado por Vicente Palma e Gabriel Gomes. Bilhetes a 15 euros.