Quem tentou aceder ao Facebook e ao Instagram esta manhã não teve muita sorte. As duas redes sociais estiveram com problemas em todo o mundo, desencadeando as habituais reações mais ou menos histéricas nas restantes redes sociais disponíveis, como o Twitter.

Em declarações ao Guardian, o Facebook veio esclarecer o que se passou: “Hoje de manhã, muitas pessoas tiveram dificuldade em aceder ao Facebook e ao Instagram. Isto não foi o resultado de um ataque, mas sim a consequência de uma mudança que afetou os nossos sistemas.”

“Nós resolvemos o problema rapidamente, e ambos os serviços já estão a 100% outra vez”, acrescentaram.

Os problemas terão começado pouco depois das 6h da manhã desta terça-feira, hora portuguesa, e às 7h ainda era impossível entrar em ambas as aplicações, quer via desktop, quer via mobile. Os sites internacionais, de França aos Estados Unidos, passando pelo Brasil, davam conta do mesmo problema. E no Twitter, as queixas já eram muitas, assim como as habituais piadas de como aquela rede social se transforma na preferida dos utilizadores à falta do Facebook.

A mensagem que aparecia no ecrã quando se tentava entrar na página da empresa multimilionária de Mark Zuckerberg não especificava a origem do problema. “Desculpe, alguma coisa correu mal. Estamos a tratar disso e o problema será resolvido assim que for possível”, lia-se.

Segundo utilizadores do Twitter, a falha alastrou-se para outras redes sociais como o Tinder ou o Hipchat. Rapidamente as hashtags #RIPFacebook e #RIPInstagram tornaram-se populares no Twitter.

A última vez que o Facebook teve uma quebra semelhante foi em setembro, quando aconteceu o mesmo duas vezes seguidas no mesmo mês. O Whatsapp, serviço de mensagens instantâneas detido pelo Facebook, no entanto, está aparentemente a funcionar dentro da normalidade.