O romance “O irmão alemão”, de Chico Buarque, que inaugura a chancela Companhia das Letras, em Portugal, é apresentado esta quinta-feira, às 21h30, na Fundação José Saramago, na Casa dos Bicos, em Lisboa.

Na sessão de apresentação, o escritor Miguel Sousa Tavares e a cantora e poetisa Eugénia de Melo e Castro vão ler trechos da obra. Outro nome previsto para a leitura é o da fadista Carminho, que gravou um dueto com Chico Buarque. O romance de Chico Buarque chega às livrarias portuguesas na próxima segunda-feira, disse à Lusa fonte editorial.

A brasileira Companhia das Letras afirma, no seu sítio na Internet, que se trata de “um romance em busca da verdade e dos afetos”. Segundo a editora, o romance corresponde a uma inquietação de Chico Buarque, já relatada à imprensa brasileira – o facto de ter um meio-irmão, pelo lado paterno, nascido na Alemanha, que nunca conheceu. A Companhia das Letras é uma criação da editora brasileira com o mesmo nome, e do grupo editorial Penguin Random House Portugal.

Este ano, a novel editora conta publicar 12 títulos, dois de João Tordo, um de Afonso Cruz, um de Ricardo Adolfo, mais um outro de Chico Buarque, uma antologia poética do Vinicius de Moraes, um livro de Carlos Drummond de Andrade, outro de Rafael Montes e outro ainda de Sérgio Rodrigues.