O movimento islâmico Hamas expressou neste sábado o seu apoio ao presidente do Iémen, Abdo Rabu Mansur Hadi, por considerar que está do lado da “legitimidade política” e procurar o consenso entre o seu povo. “O Hamas coloca-se do lado da legitimidade política no Iémen e apoia a eleição do povo do Iémen que se realizou de forma democrática”, refere a organização em comunicado hoje divulgado pela agência de notícias palestina Maan. Este comunicado coincide com a realização da Cimeira da Liga Árabe que se realiza no Egito.

O apoio do Hamas ao líder do Iémen contra os rebeldes xiitas ‘hutis’ seguiu-se ao apelo feito pela Arábia Saudita, Egito e pelo Kuwait na Cimeira para se fazerem esforços conjuntos e atuarem rapidamente em face das ameaças regionais, tais como o terrorismo e a ingerência iraniana em alguns países árabes, entre os quais o Iémen.

Na Cimeira Árabe, o presidente palestiniano, Mahmud Abás, instou a Liga Árabe a tomar “a mesma política que adota o Iémen em todos os [outros] países árabes que sofrem conflitos internos, como a Palestina, Síria, Líbia e o Iraque”.