O presidente da Câmara de Gaia divulgou esta segunda-feira que aquela autarquia vai propor a inclusão no concurso da EP – Estradas de Portugal de uma travessia pedonal exterior no tabuleiro inferior da ponte Luís I.

“Estamos a tentar introduzir uma travessia pedonal exterior ao tabuleiro”, afirmou hoje Eduardo Vítor Rodrigues, lembrando os ganhos “em termos de segurança, para além da componente turística” de tal intervenção.

O autarca, que defende a construção de “uma travessia externa dos dois lados do tabuleiro”, garante a viabilidade dos estudos de engenharia já feitos pelos serviços.

Segundo a Estradas de Portugal, responsável pelo tabuleiro inferior da ponte Luís I, a obra está atualmente “em fase de elaboração dos projetos de execução”.

No início de fevereiro o presidente da Câmara de Gaia defendia uma intervenção urgente no tabuleiro inferior da ponte Luís I e, em conjunto com o autarca do Porto, recusava apoiar financeiramente a obra que disse ser da responsabilidade da Estradas de Portugal.

Dias depois, a Estradas de Portugal anunciava um concurso público a ser lançado ainda este ano para as obras há muito esperadas e orçadas em 500 mil euros.

A 20 de março foi publicada em Diário da República a autorização de despesa para a contratação do projeto de execução da empreitada que visa a “reparação dos passeios, dos guarda corpos, juntas de dilatação e sistema de drenagem e do pavimento da via” e ainda “intervenções de reparação, tratamento e proteção” da travessia, disse então fonte da EP.

Numa nota enviada a 06 de fevereiro à Lusa, a EP salientava que “a manutenção do tabuleiro rodoviário da ponte Luís I apenas passou para a responsabilidade da empresa em março do ano passado”.

“De imediato a EP realizou uma vistoria ao tabuleiro inferior e nesta inspeção verificou a necessidade de intervenção”, referia a empresa.