E se precisasse de testar uma nova câmara fotográfica no espaço? Nada como usar o efeito aparente da ausência de gravidade para testar o equipamento… E brincar um bocadinho!

No vídeo disponibilizado pela agência norte-americana (NASA), o astronauta Terry Virts mostra o que acontece quando se coloca uma pastilha efervescente, daquelas contra a azia, em contacto com água na Estação Espacial Internacional onde se tem a sensação de gravidade zero.

Repare nas pequenas gotículas que saem da bolha maior.

O vídeo ficou registado pela câmara RED Epic Dragon capaz de registar imagens com quatro vezes mais resolução que as vulgares câmaras de alta definição (a NASA aconselha que mude as definições do vídeo para “2160p 4k”). As imagens de resolução mais alta e os vídeos com uma velocidade de frames maior – 300 frames por segundo – podem revelar informações melhores quando usados nas experiências científicas, refere a NASA.

“Este é um enorme salto na tecnologia das câmaras para voos espaciais”, disse Rodney Grubbs, gestor do Programa de Especialistas de Imagem da NASA. “Estas câmaras têm sensores grandes capazes de capturar imagens de muito alta resolução a uma velocidade de frames elevada. É como ter uma câmara de filmar de imagem 35MM de alta velocidade, mas é compacto, pode usar lentes que já temos lá em cima e é digital. E sem filme para trazer de volta à Terra.” A NASA conta divulgar mais vídeos 4K no canal do Youtube ReelNASA.

Terry Virts, o protagonista do vídeo, é um astronauta norte-americano da NASA que comandou 43ª expedição à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). Nesta expedição iam também a astronauta italiana da Agência Espacial Europeia (ESA) Samantha Cristoforetti e o astronauta da agência espacial russa (Roscosmos) Anton Shkaplerov. A equipa chegou à ISS a 24 de novembro de 2014 e voltou a pôr os pés na Terra a 11 de junho deste ano. Antes disso o comandante da expedição ainda teve tempo para mais uma fotografia.