Cerca de 200 senegaleses envolveram-se em confrontos com a polícia na cidade espanhola de Salou, devido à morte de um senegalês numa rusga policial. Segundo as autoridades, o homem ter-se-á atirado de um terceiro andar quando a polícia entrou no apartamento, procurando desmantelar uma rede de tráfico de DVD.

O El Pais refere que os manifestantes cortaram a ligação de comboio da cidade. Dos confrontos resultaram 24 feridos leves entre agentes da polícia e manifestantes. Pelo menos uma pessoa foi detida e a polícia utilizou balas de borracha para dispersar os manifestantes.

O homem de 50 anos que morreu na rusga da polícia estava numa das casas que a polícia tinha autorização para revistar, de modo a desmantelar uma rede de tráfico de propriedade intelectual, nomeadamente falsificações de CD e DVD. O homem, que, segundo a polícia se atirou antes de qualquer contacto direto com a polícia, seria um vendedor ambulante destes materiais.