Chama-se Men’s Sexual Medicine e é uma aplicação que visa ajudar os homens que sofrem de doenças sexuais. A app foi desenvolvida por Nuno Tomada, responsável pela Unidade de Medicina Sexual do Serviço de Urologia do Hospital de São João, no Porto, e um amigo de Barcelona, especialista da mesma área, Eduardo García-Cruz, que começaram a trabalhar na Men’s Sexual Medicine há mais de um ano.

Decidimos construir uma aplicação informática que desse para ser facilmente descarregada para telemóveis e computadores portáteis e que permitisse, desde logo, a possibilidade aos doentes de acederem, de modo privado e discreto, a conteúdos que geralmente por uma questão cultural têm mais renitência em abordar e perguntar aos seus cuidadores de saúde, nomeadamente aos médicos, enfermeiros e farmacêuticos”, explica Nuno Tomada.

Esta aplicação assegura conter toda a informação sobre as doenças sexuais masculinas e pode ser descarregada para iOS e Android de forma gratuita. Para além disto, contém também um questionário, um plano alimentar e um plano de exercício físico adaptado a cada indivíduo. A App “está desenvolvida para homens que tenham algumas queixas iniciais, nomeadamente disfunção erétil, ejaculação prematura ou uma diminuição do desejo, por exemplo”.

Segundo Nuno Tomada, existe ainda um “um certo constrangimento em os doentes abordarem estas questões da área sexual e quando abordam já vêm com muitos anos de evolução, muitos mitos e más concepções”. Outro dos objectivos é que os indivíduos percebam “que existem diferentes níveis de severidade da mesma disfunção, porque [a App] tem questionários que podem usar para se auto-classificarem ao nível da sua disfunção, bem como fornecer os dados clínicos sobre eventuais doenças que tenham, medicação que façam, capacidade física, e tudo isto vai-nos permitir dizer-lhes e dar-lhes alguns conselhos sobre quais são as terapêuticas que estão disponíveis, realçando sempre a importância do acompanhamento médico”.

Para além de descarregar a App, os interessados terão de pedir ao seu médico de família ou especialista um código de acesso.

Texto de Ana Paula Pinheiro, editado por João Cândido da Silva